LATAM é eleita a “melhor aérea da América do Sul” no “Oscar” da aviação mundial

Companhia foi a mais votada do continente pelos passageiros consultados na edição deste ano do World Airline Awards da Skytrax

LATAM foi reconhecida por serviço oferecido aos clientes e pelo 
protocolo de segurança e higiene adotado durante a pandemia de COVID-19


O Grupo LATAM Airlines foi reconhecido como a "Melhor Companhia Aérea da América do Sul" na edição deste ano do Skytrax World Airline Awards, o “Oscar” da aviação mundial. O reconhecimento tem como base a opinião de mais de 13,4 milhões de passageiros de todo o mundo. Além disso, foi premiada com o "Prêmio COVID-19 de Excelência Aeronáutica" em função das suas medidas de segurança e higiene adotadas durante a pandemia.

A pesquisa da Skytrax com os clientes foi realizada durante 23 meses (de setembro de 2019 a julho de 2021). Os prêmios de 2021 representam os resultados de viagens realizadas em períodos de normalidade e de viagens já durante a crise sanitária mundial.

“Esse reconhecimento nos incentiva e nos desafia a continuar trabalhando fortemente em prol dos nossos clientes. Agradeço o comprometimento de nossos colaboradores em momentos difíceis como os que temos vivido, assim como a preferência dos passageiros que escolheram a LATAM para levar os seus sonhos até o destino”, afirma Paulo Miranda, vice-presidente de Clientes do Grupo LATAM Airlines.

O Grupo LATAM Airlines tem reforçado de forma contínua as suas medidas de biossegurança desde o início da pandemia, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) e das autoridades sanitárias dos países onde opera.

Além do reconhecimento, a LATAM recebeu recentemente a mais alta certificação de segurança e higiene da Skytrax. Adicionalmente, a Airline Passenger Experience Association (APEX), em conjunto com o site especializado SimpliFlying, premiou o grupo na categoria “Diamante”, a mais elevada no padrão APEX Health Safety.


Terminal de Cargas do Aeroporto de Brasília é certificado por Boas Práticas de Armazenagem de Medicamentos e Insumos Farmacêuticos

Certificação é emitida pela Anvisa, que por dois dias avaliou as instalações do TECA para armazenamento da carga



O Terminal de Cargas do Aeroporto de Brasília (TECA) recebeu o Certificado de Boas Práticas de Armazenagem de Medicamentos e Insumos Farmacêuticos fornecido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Por meio de uma inspeção sanitária, a agência visitou as instalações para verificação da estrutura física, checou processos de qualidade, avaliou licenças, estudos de qualificação térmica, calibrações e a execução de procedimentos, como o controle de temperatura e a limpeza dos ambientes. Ao final da inspeção foi emitido o certificado que tem validade de 1 ano.

Medicamentos e insumos farmacêuticos correspondem a 70% das cargas processadas no TECA por ano. Por isso, o terminal conta com um complexo de câmaras frias com capacidade para receber cargas que necessitam ser armazenadas em temperaturas entre 15º a 25º graus, 2º a 8º graus e -25º a -15º graus. Todo o sistema é monitorado em tempo real por meio de um sistema informatizado para garantir a refrigeração adequada a esses produtos.

Para Marcos Trindade, gerente de logística do Aeroporto de Brasília, a armazenagem das cargas no TECA é parte fundamental do processo de distribuição de insumos pelo Brasil. “Se antes já era uma responsabilidade imensa armazenar medicamentos, com a pandemia vimos dia a dia a importância de um trabalho minucioso. Nosso trabalho garante que insumos e medicamentos como a vacina da covid-19, por exemplo, cheguem a seus destinos com garantia de qualidade e sem percalços por parte do TECA”, diz.

André Teixeira, farmacêutico responsável técnico pelo TECA, reforça a preocupação com os processos. “O cumprimento das Boas Práticas de Armazenagem é de suma importância, pois garante que os medicamentos cheguem até o usuário final no tempo necessário e com qualidade e segurança, já que a ruptura na cadeia logística desse tipo de produto pode ter resultados negativos, como falha de tratamento por falta do imunizante no mercado, por exemplo. O certificado traz uma credibilidade ainda maior para os nossos serviços”, diz.

Com frequência são realizados investimentos e modernizações tecnológicas no local para melhor atender as necessidades dos clientes. A certificação vem se juntar às demais, garantindo que o Terminal de Cargas do Aeroporto de Brasília segue as legislações sanitárias em vigor e está preparado para receber os mais diversos tipos de cargas farmacêuticas.

LATAM Brasil faz primeiro voo de certificação do Boeing 787 Dreamliner

Aeronave decolou hoje (27) de Guarulhos para Manaus e na quinta-feira (30) fará a etapa internacional com voo de Guarulhos para Miami

Esses voos não são comerciais e fazem parte do processo para permitir que companhia seja a primeira a operar o modelo no Brasil


Nesta segunda-feira (27), a LATAM Brasil fez o primeiro voo de certificação do Boeing 787 Dreamliner junto à ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil). O voo não comercial partiu em rota doméstica de São Paulo/Guarulhos, realizou alternado para Belém, a pedido do órgão regulador, e pousou em seu destino final, Manaus, às 16h (horário local). Este é mais um passo importante da companhia para sua retomada no país e para ser a primeira a operar este modelo no Brasil.

Ainda como parte do processo de avaliação operacional, na quinta-feira (30), o B787 fará outro voo de certificação, mas para uma rota internacional, de São Paulo/Guarulhos a Miami. E está programado para a segunda quinzena de dezembro o primeiro voo comercial internacional da nova aeronave na rota São Paulo/Guarulhos-Madri, após finalização do processo de certificação.

No total, serão 4 aviões B787-9 provenientes da frota do Grupo LATAM no Chile destinados às operações no Brasil. Esses modelos de aeronaves serão usados com prioridade para voos internacionais de longa distância, especialmente para a Europa, em destinos ainda a serem estudados conforme a estratégia da empresa e de acordo com a abertura das fronteiras e com o avanço da vacinação contra a Covid-19.

LATAM Brasil será a primeira aérea do País a operar voos com o Boeing 787 Dreamliner

Modelo está em processo de certificação para começar a voar no Brasil com quatro aeronaves provenientes da frota do Grupo LATAM no Chile



Em mais um passo para a retomada no Brasil, a LATAM anuncia que deve voar a partir de setembro com um novo modelo de aeronave na frota do País, o Boeing 787 Dreamliner. Com isso, a companhia será a primeira aérea do Brasil a operar este avião no território nacional, após término do processo de certificação junto à ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Ao todo, serão 4 aeronaves provenientes da frota do Grupo LATAM no Chile destinadas às operações no Brasil, sendo que a primeira já se encontra em Guarulhos, onde aguarda a finalização dos trâmites para a nacionalização do modelo - hoje com matrícula chilena - de acordo com regulamentação da Agência de Aviação Civil. Essa aeronave pertence ao Grupo LATAM, que atualmente conta com 23 unidades em sua frota.

O voo com a primeira aeronave está previsto para 27 de setembro em rota doméstica de São Paulo/Guarulhos para Manaus como parte do processo de certificação do modelo no País.

A LATAM programou para a segunda quinzena de dezembro o primeiro voo internacional do Boeing 787 com passageiros na rota São Paulo/Guarulhos-Madri. Os novos modelos de aeronaves serão usados com prioridade para voos internacionais de longa distância, especialmente para a Europa, em destinos ainda estudados conforme a estratégia da empresa e de acordo com a abertura das fronteiras com o avanço da vacinação contra a Covid-19.

“A decisão de colocar em operação no Brasil um modelo que já era utilizado pelo Grupo vem para gerar mais eficiência para as operações internacionais, que terão agora uma única frota - a da família Boeing, com os 767, 777 e 787. Isso vai deixar a companhia mais competitiva para a volta desse mercado", explica Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil.

A eficiência apontada por Jerome resulta ainda no aproveitamento de pessoal. Com uma frota única de wide-bodies da Boeing, a companhia poderá aproveitar 200 tripulantes técnicos e 900 de cabine do Boeing 777 para operar o 787 Dreamliner. Como os modelos são equivalentes, esses profissionais precisam apenas realizar um treinamento curto e específico para capacitação. E para a manutenção, a companhia já conta com 60 mecânicos habilitados para esse modelo.

“Teremos 50% de redução no custo de treinamentos recorrentes de pilotos e comissários e também com as tripulações de backup, em comparação com modelos que exigem habilitação diferente. O movimento também está atrelado à melhoria operacional para contingências, em caso de troca de aeronaves, por exemplo, e também nos índices operacionais da empresa, como o OTP (on-time performance)”, complementa Harley Meneses, diretor de Operações da LATAM Brasil.

A LATAM já realizou o treinamento de simulador dos pilotos no Chile, na CAE Santiago (centro de treinamento terceirizado). Dessa forma, estes tripulantes já estão aptos para voar o Boeing 777 e o Boeing 787 Dreamliner no País. Atualmente, mais de 200 profissionais já foram treinados e cerca de 80 comissários passarão por treinamentos a cada mês.

A LATAM Brasil conseguirá voar este modelo no País graças ao acordo da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) do Brasil e do DGAC (Dirección General de Aviación Civil) do Chile, onde é possível realizar o intercâmbio de aeronaves de um mesmo grupo, desde que sejam operadas em território com pilotos nacionais daquela localidade. Para isso, a LATAM precisará apenas ter um avião do modelo matriculado no Brasil, que será essa primeira aeronave que se encontra em Guarulhos.

Hoje, a LATAM Brasil possui 149 aeronaves em sua frota. 


Ficha técnica - Boeing 787 Dreamliner

Nome: Boeing 787-9

Fabricante: Boeing

Capacidade: 313 passageiros

Comprimento: 62.82 metros

Largura: 5.49 metros

Envergadura: 60.17 metros

Altura: 16.8 metros

Peso máximo de decolagem: 252.7 toneladas

Motores: 2 Rolls-Royce Trent1000J2




Nome: Boeing 787-8

Fabricante: Boeing

Capacidade: 250 passageiros

Comprimento: 57 metros

Largura: 5.74 metros

Envergadura: 60 metros

Altura: 17 metros

Peso máximo de decolagem: 227.9 toneladas

Motores: Rolls-Royce Trent1000


Azul finaliza primeira aeronave do projeto "A Frota Mais Mágica do Mundo".

O avião, batizado de "Mickey Mouse nas nuvens" é um AirbusA320neo, prefixo PR-YSH, com uma pintura personalizada em preto, vermelho e amarelo (as cores tradicionais do ratinho), homenageando aquele que é o principal astro da Disney.

Além do Airbus "Mickey Mouse", a empresa ainda terá outros três aviões com pinturas inspiradas nos personagens Disney, que voarão pelo Brasil a partir de Outubro, quando será dado início às comemorações dos 50 anos do Walt Disney World, na Flórida.

Aeroporto de Viracopos deve receber 243,8 mil passageiros no feriado prolongado

 Dia de maior movimento de pousos e decolagens durante o feriado deve ser registrado nesta sexta-feira, com 313 movimentos 

*Crédito da foto: Giulia Rodrigues/Viracopos

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), deve receber 243.850 passageiros entre os dias 03/09 (sexta-feira) e 08/09 (quarta-feira) por causa do feriado prolongado da Independência do Brasil, celebrado no dia 7 de setembro (terça-feira). No mesmo período, estão previstos um total de 1.404 pousos e decolagens na pista do aeroporto.  

Os dias de maior movimento de passageiros devem ser registrados nesta sexta-feira (03/09), com 52,4 mil pessoas, e na quarta-feira (08/09), com a expectativa de 48,4 mil passageiros embarcando ou desembarcando pelo terminal.  

Os dias de maior movimento de pousos e decolagens durante o feriado devem ser registrados nesta sexta-feira, com 313 movimentos, e na quarta-feira, com 281 movimentos. 

Nos demais dias do feriado, como sábado, domingo e segunda, o movimento deve ser tranquilo no terminal de passageiros com uma média de 30 mil a 35 mil passageiros por dia.  

O horário de maior pico de movimento nesta sexta-feira (03/09) deve ser registrado entre 17h e 23h. Já na quarta-feira (08/09), dia do retorno do feriado, o horário de maior movimento de passageiros deve ficar entre 6h e 10h.  

Operação  

A operação especial dos feriados prolongados conta com o aumento no número de colaboradores, como atendimento aos passageiros (Posso Ajudar?), segurança, manutenção, limpeza e plantão gerencial. As lojas, cafés, lanchonetes e restaurantes espalhados pelo aeroporto também se preparam para o aumento da demanda previsto para os dias de pico de passageiros.  

Entre os destinos mais procurados estão as capitais do Nordeste e Norte, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Vitória e cidades do interior de São Paulo.  

Ações contra o contágio     

No final do mês do mês passado, quase 6,5 mil trabalhadores do aeroporto de Viracopos e de empresas prestadoras de serviço com base no aeroporto receberam a segunda dose contra COVID-19, elevando o nível de segurança sanitária de todo os que passam pelos terminais de passageiros e de carga.  

Além desta ampla vacinação, Viracopos recebeu no final de 2020 o certificado internacional de segurança em saúde pelo Airport Health Accreditation (Programa de Acreditação de Saúde Aeroportuária, em tradução livre) do Airports Council International (ACI). Este programa foi elaborado para ajudar a garantir ao público que viaja que as instalações do aeroporto permanecem seguras e que estão sendo tomadas todas as medidas de proteção sanitária contra a COVID-19 para reduzir qualquer risco à sua saúde.  

Desde março de 2020, com o início da pandemia, Viracopos adotou rapidamente uma série de 40 medidas contra o contágio da COVID-19, que foram fundamentais para a conquista deste certificado internacional de saúde.   

Viracopos também ampliou no ano passado o processo de desinfecção especial de todo o terminal de passageiros. A iniciativa visou minimizar a propagação da doença diante do cenário da retomada gradual de voos por parte das companhias aéreas. Também foi instalada uma câmera térmica de medição de temperatura no momento em que os passageiros apresentam o bilhete de embarque.       

Já a desinfecção especial de áreas do terminal ocorre sempre antes dos horários de pico operacional. Também são desinfetados os carrinhos de bagagem, escadas, elevadores, cadeiras, balcões, corrimãos, entre outros.     

Nos meses de fevereiro e março de 2020, Viracopos já havia anunciado a ampliação e atualização de uma série de medidas de segurança no terminal de passageiros para reforçar o combate à pandemia. Ações como ampla higienização, novos avisos sonoros, comunicação ativa, sinalização de distanciamento e desinfecções constantes, já adotadas desde o ano passado, se somam a uma série de outras ações para o enfrentamento da crise global.      

O protocolo rígido estabelecido no aeroporto contempla pelo menos 40 medidas que elevaram o grau de segurança do aeroporto no sentido de promover um ambiente mais limpo e saudável a todos os clientes e colaboradores, além de ampliar as orientações e informações para toda comunidade aeroportuária.       

Foram instalados, por exemplo, pelo menos 130 suportes de álcool em gel nos terminais de passageiros e de cargas, estacionamentos e áreas administrativas e as sinalizações nos saguões e na praça de alimentação foram totalmente remodeladas, visando elevar o nível de orientação e conscientização. Além disso, desde o início de março, o aeroporto instituiu um Comitê de Gestão especialmente para gerenciar as questões relacionadas à COVID-19.       

Desde março de 2020, os assentos possuem espaçamento para proporcionar maior distanciamento entre os passageiros. O aeroporto também realizou uma série de ações no combate à COVID-19 no Terminal de Carga, que está entre os maiores e mais movimentado da América do Sul. 

Sempre seguindo as normas técnicas e orientações da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o aeroporto adotou ações e soluções em diversas frentes de atuação que compreendem as gestões de recursos humanos, comunicação, mídia aeroportuária, marketing, financeiro e administrativo, operacional, engenharia e meio ambiente, segurança, tecnologia da Informação, entre outros setores, envolvendo todas as áreas do complexo aeroportuário. 

LATAM Brasil inaugura voo para Comandatuba e ultrapassa quantidade de aeroportos atendidos antes da pandemia

A LATAM Brasil acaba de realizar na manhã desta quinta-feira (2/9) o seu primeiro voo regular para Comandatuba (BA), que se tornou oficialmente o 45º destino da empresa no Brasil. A nova rota a partir do aeroporto de São Paulo/Congonhas é mais um capítulo da retomada da malha aérea da LATAM, que desta forma superou a quantidade de aeroportos brasileiros atendidos antes da pandemia de Covid-19. Ainda nesse ano, a companhia vai inaugurar mais 4 destinos no Brasil: Jericoacoara(CE), Juazeiro do Norte (CE), Petrolina (PE) e Vitória da Conquista (BA).

“Desejamos sucesso para a nova rota e que todos sejam bem-vindos a bordo do nosso voo para Comandatuba. Estamos otimistas porque os passageiros estão retomando os seus planos de viagem na medida em que avança o processo de vacinação contra a Covid-19. Os novos destinos que estamos abrindo atendem a todos os tipos de viajantes e vão nos ajudar a recuperar praticamente 100% da nossa capacidade de oferta no Brasil até o fim deste ano”, afirma Diogo Elias, diretor de Vendas e Marketing da LATAM Brasil.

A nova rota São Paulo/Congonhas-Comandatuba conta com dois voos semanais em aeronaves Airbus A320, com capacidade para 162 passageiros em classe Economy e 8 em Premium Economy. Os voos decolam de São Paulo às 9h15 das quintas-feiras e às 12h25 dos domingos. No sentido inverso, decolam às 12h05 das quintas-feiras e às 15h05 dos domingos. As passagens aéreas estão disponíveis em latam.com e latampass.com, com preços a partir de R$ 324,00 (valor por trecho com taxas inclusas)* e a partir de 6.000 pontos (mais taxas a partir de R$36,06)**.

Comandatuba é também o quarto destino da LATAM na Bahia, depois de Salvador, Porto Seguro e Ilhéus. Em dezembro, a companhia vai inaugurar operações em Vitória da Conquista.

Surpresas a bordo

Os passageiros do voo inaugural para Comandatuba tiveram grandes surpresas durante toda a viagem nesta quinta-feira (2/9). Já na sala de embarque do aeroporto de Congonhas, um cenário interativo em formato 3D esteve disponível para que os viajantes tirassem fotos e postassem nas redes sociais. Fitas do Senhor do Bonfim personalizadas foram distribuídas e um pronunciamento especial de Diogo Elias (diretor de Vendas e Marketing da LATAM Brasil) e de Camila Belinelli (gerente de Vendas da LATAM Brasil) deu as boas-vindas a todos os passageiros do primeiro voo antes da tradicional cerimônia de corta-fitas. Já acomodados em seus assentos, os clientes ganharam de presente um óculos de sol da marca brasileira LIVO e, ao desembarcarem em Comandatuba, foram recepcionados com champanhe e na presença de autoridades locais.

Para celebrar o primeiro voo, a LATAM também levou ao destino seis agências de viagem selecionadas pelo Club LATAM, o programa de relacionamento e reconhecimento da companhia com o trade de turismo, além de influenciadores convidados.




*Válidos para voos operados pela LATAM Airlines Brasil (LATAM), em classe Economy, sujeitos à disponibilidade de assentos, e às regras e restrições específicas no perfil de cada tarifa. As viagens podem ser realizadas entre os dias 02/09/2021 e 28/10/2021.

**Resgates sujeitos à disponibilidade de assentos, data de emissão e alterações do voo sem aviso prévio. Será cobrada uma taxa de emissão de resgate para cada segmento e passageiro quando a antecipação da compra for menor a 90 dias em voos domésticos e 120 dias em voos internacionais. O valor aplicado dentro do Brasil será de 17 BRL, entre países da América do Sul ou América do Sul para Caribe de 9 USD ou em voo internacional de 21 USD (valores calculados em moeda local no momento da compra). Não será devolvida a taxa de resgate quando solicitado pelo passageiro, fora do prazo legal de 24 horas se o voo for superior a sete dias da data do voo. Mais informações estão disponíveis para consulta no site www.latampass.com, Central de atendimento LATAM e demais canais de venda.

Viracopos, Correios e Receita Federal iniciam projeto para embarque de carga internacional

 Aeronave da Lufthansa decolou na tarde de sábado para a Suécia para levar o primeiro lote com 1 tonelada  

   

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), iniciou um projeto-piloto, em conjunto com os Correios e com a Receita Federal, para o envio de carga postal destinada a outros países.  

  

O projeto foi iniciado com a exportação de um lote com 1 tonelada de carga em devolução, que foi embarcada em um voo da Lufthansa para a Suécia. A aeronave decolou na tarde de sábado (28/08). A operação foi acompanhada de perto pela Receita Federal de Viracopos e pelos Correios. 

  

O projeto prevê, inicialmente, que seja transportada carga em devolução para diversos países. As cargas consistem em produtos adquiridos no exterior, mas que não tiveram autorização de importação ou que não puderem ser entregues aos destinatários no Brasil. 

  

Com o projeto, as cargas serão devolvidas aos seus remetentes. Pelo menos 30 pessoas participaram da operação de descarregamento da carga dos Correios, na sexta-feira (27), e do carregamento dos produtos na aeronave, no último sábado, no pátio do Terminal de Carga de Viracopos.  

  

A carga embarcada no piloto saiu do Centro Internacional em São Paulo, já com a documentação de embarque emitida e autorizada pela Receita Federal. O transporte até Viracopos foi realizado em veículo exclusivo, lacrado na presença de auditor da Receita Federal local, conforme previsto na legislação. 

  

Com o projeto-piloto foi possível identificar pontos a serem ajustados para que o embarque das cargas em Viracopos ocorra de forma permanente, ampliando as opções de voos que os Correios possuem para o escoamento da carga destinada a outros países.