MODERN Logistics fecha parceria com Harley-Davidson para transporte aéreo de motocicletas produzidas em Manaus para todo Brasil

O objetivo é atender entregas expressas, uma demanda crescente da área de vendas da montadora. A Harley-Davidson planeja gradativamente aumentar o número de motocicletas distribuídas ao longo de 2018 até atingir a meta de entrega em 4 dias, em média, para todas as concessionárias no Brasil dentro dessa modalidade de transporte.


Com o objetivo de viabilizar entregas expressas, a Harley-Davidson fechou com a MODERN Logistics o transporte rodoviário e aéreo, com aeronaves do integrador logístico, de motocicletas da fábrica de Manaus (AM) para todas as 21 concessionárias da montadora em todo o Brasil. Depois da coleta na fábrica, as motocicletas são transportadas até o aeroporto de Manaus para os Aeroportos de Brasília ou Viracopos, em Campinas. A partir destes aeroportos, o transporte até as concessionárias é feito pelo modal rodoviário.

“A Harley avaliou o impacto na qualidade do serviço em atender os Clientes rapidamente e percebeu que existe o potencial em aumentar vendas com um serviço mais ágil”, disse Hudson Reis, Diretor Comercial da MODERN Logistics. O executivo explicou que todo o projeto foi desenvolvido para atender uma demanda crescente da área comercial que é poder oferecer entregas expressas para os clientes, o que só é possível com a conjugação dos modais aéreo e rodoviário.

“Nossos Clientes reconhecem que a entrega rápida e com alta qualidade ajuda a reduzir custos e aumentar vendas” completou Gerald Lee, CEO da Modern. De acordo com Lee, a MODERN Logistics vem se destacando cada vez mais por oferecer uma plataforma logística completa, com soluções sob medida para a necessidade dos clientes.

Viracopos é eleito o melhor aeroporto de carga do mundo

Aeroporto conquistou a posição no Air Cargo Excellence Awards 2018 na categoria até 400 mil toneladas movimentadas por ano 
O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), foi eleito melhor aeroporto de carga do mundo no Air Cargo Excellence Awards 2018. O anúncio foi feito nesta terça-feira (03/04), em Nova York (EUA). A premiação é realizada pela Air Cargo World, uma das principais publicações do setor, e celebra as melhores performances na área de transporte aéreo mundial.
A avaliação é baseada na pesquisa Air Cargo Excellence, que foi criada em 2005 e é divulgada anualmente na Air Cargo World. Aeroportos e companhias aéreas de todo o mundo são reconhecidos de acordo com suas pontuações em vários fatores de desempenho.
No ano passado, Viracopos já havia ficado com o título de 2º melhor aeroporto de carga do mundo na mesma categoria. Em 2016, o terminal de carga venceu na categoria de melhor da América Latina. “O foco de Viracopos é aperfeiçoar o desempenho operacional para os clientes, tanto do terminal de carga quanto do terminal de passageiros. Essa conquista é fruto de nossos investimentos e esforços conjuntos na perseguição da melhoria contínua”, destacou o diretor-presidente do aeroporto, Gustavo Müssnich.
Viracopos ficou na primeira colocação mundial na categoria de até 400.000 ton./ano. Logo atrás do terminal de Campinas aparecem os aeroportos de Orlando (EUA) e de Guayaquil (ECU). Em 2017, o Terminal de Carga de Viracopos movimentou 204,3 mil toneladas, entre exportação, importação, doméstico e curier (remessas expressas). 
O Air Cargo Excellence Awards também havia premiado Viracopos, em 2014, como o melhor aeroporto de carga do Brasil e o segundo melhor da América Latina, além de ter reconhecido o terminal como o melhor aeroporto da América Latina no quesito Operação de Carga.
Para o diretor de Operações de Viracopos, Marcelo Mota, cada funcionário do Terminal de Carga é diretamente responsável por mais esta importante conquista. “Este reconhecimento foi alcançado pela dedicação e participação de todos os funcionários que trabalham diariamente para melhorar nossa eficiência e nossa excelência. Também é importante destacar que sem o apoio dos órgãos brasileiros de fiscalização e de toda a cadeia logística Viracopos não alcançaria este prêmio”, disse ele.
O gerente de Operações de Carga de Viracopos, Ricardo Luize, destacou a importância dos investimentos no terminal. “Os investimentos em infraestrutura e significativas melhorias na gestão do Terminal de Carga consolidaram Viracopos entre os melhores aeroportos de carga do mundo em sua categoria”, destacou o gerente.
Air Cargo World
A Air Cargo World anunciou os vencedores de 22 Prêmios da Air Cargo Excellence (ACE) na última terça-feira. As premiações são baseadas no Air Cargo Excellence Survey, que foi estabelecido em 2005 pela Air Cargo World.
Os prêmios são apresentados anualmente para as companhias aéreas e aeroportos de carga, alcançando as pontuações mais altas da pesquisa com base em vários fatores de desempenho e são os únicos prêmios do setor com base em uma pesquisa imparcial. O levantamento deste ano contém respostas de 1.800 agentes de carga e fornecedores de logística de terceiros, gerando um banco de dados de 3.600 avaliações de aeroportos e transportadoras.
Entre os vencedores estavam: Cathay Pacific Airways, Cingapura Internacional, Lufthansa, Southwest Airlines, Quito, UIO, Air France - KLM, Air Canada e Delta Air. “Os prêmios de excelência da Air Cargo celebram o melhor do setor de carga aérea”, disse JJ Hornblass, executivo da Air Cargo World.
Os prêmios de excelência da Air Cargo são apresentados anualmente pela Air Cargo World, a maior publicação da indústria. Entre as companhias aéreas, o status de Diamante, Platina e Ouro são concedidos aos três principais participantes (com base em uma pontuação composta de Desempenho, Valor e Instalações) em cada uma das duas categorias de tonelagem.
Entre os aeroportos, o status de Diamante, Platina e Ouro é concedido aos três principais com base em uma pontuação composta de Desempenho, Valor e Instalações, em cada uma das três categorias de tonelagem. Os prêmios ACE também são apresentados ao aeroporto de maior pontuação em cada uma das cinco regiões.
Lufthansa e Quito, da UIO, receberam este ano os nossos prêmios de Carga Especial, que representam a companhia aérea e o aeroporto de maior pontuação, respectivamente, em termos de capacidade de embarque de perecíveis, mercadorias perigosas, produtos farmacêuticos, animais e cargas com formas estranhas.

Vencedores na categoria aeroportos:
- CATEGORIA ATÉ 399.999 TONELADAS/ANO:
1º • São Paulo Viracopos/Campinas, VCP - Diamond Award
2º • Orlando, MCO - Platinum Award
3º • Guayaquil, GYE – Gold Award
- CATEGORIA DE 400.000 a 999.999 TONELADAS/ANO:
1º • Quito, UIO - Diamond Award
2º • Oakland, OAK - Platinum Award
3º • Toronto, YYZ – Gold Award
- CATEGORIA 1 MILHÃO OU MAIS TONELADAS/ANO:
1º • Singapura, SIN - Diamond Award
2º • Hong Kong, HKG - Platinum Award
• Incheon, ICN - Gold Award

Inframerica é certificada por selo internacional como ótima empresa para se trabalhar

Consultoria Great Place To Work avalia companhias que valorizam seus funcionários e investem neles. A Administradora dos aeroportos de Brasília e Natal recebeu ótima avaliação de suas equipes.


A Inframerica – concessionária dos Aeroportos de Brasília e Natal – foi considerada uma ótima empresa para se trabalhar, de acordo com pesquisa realizada com seus colaboradores pela consultoria Great Place to Work (GPTW). O estudo consiste em um questionário que mensura a percepção dos funcionários em relação a seus ambientes de trabalho.

Por conta das excelentes notas obtidas, os aeroportos de Brasília e Natal, que foram avaliados separadamente, receberam a qualificação da GPTW, que é válida por um ano. A Inframerica entrou no mapa internacional das companhias mais bem avaliadas pela consultoria e manterá sua certificação pelo menos até o dia 2 de fevereiro de 2019.

Como principais motivações, os funcionários apontaram a confiança que têm na gestão, o ambiente de trabalho positivo e o orgulho que sentem por fazer parte da equipe. Nos dois aeroportos, o ponto forte da empresa ficou claro: o orgulho que os colaboradores sentem. A Inframerica comemora a satisfação de sua equipe e a considera um retorno bastante positivo dos investimentos que faz no bem-estar dos mais de 900 funcionários.

“Investimos continuamente em nossos aeroportos e funcionários. Nossa premissa é transformar os terminais nos melhores do país e nosso ambiente de trabalho o melhor para se trabalhar. A Inframerica ainda é jovem e a certificação mostra que estamos no caminho certo”, avalia o presidente da Inframerica, Jorge Arruda.

A empresa é responsável pela concessão dos aeroportos de Brasília e Natal por mais 20 e 22 anos, respectivamente.

LATAM Airlines confirma novo voo para Tel Aviv a partir de dezembro

Companhia será a única a oferecer um voo direto entre América Latina e Israel
LATAM Airlines Chile vai operar rota Santiago-São Paulo-Tel Aviv com aeronaves Boeing 787



O Grupo LATAM Airlines acaba de iniciar as vendas de passagens aéreas para o seu mais novo destino internacional. A partir de 12 de dezembro deste ano, decolará o primeiro voo operado pela LATAM Airlines Chile para Tel Aviv (Israel) a partir de Santiago (Chile) e com escala em São Paulo (Brasil).

O novo voo será operado três vezes por semana com aeronaves Boeing 787, que acomodam 217 clientes em classe Economy e 30 em Premium Business. As passagens aéreas já podem ser adquiridas pelos passageiros em latam.com e demais canais de venda.

“Nenhuma outra companhia aérea conecta a América do Sul com o mundo com tantas opções de horários e itinerários. Com este novo voo para Tel Aviv, também seremos a única empresa da região com voos próprios para Israel”, afirma Jerome Cadier, CEO da LATAM Airlines Brasil. “Esta é uma oportunidade única de viagem para passageiros com origem em diversos países do nosso continente. Viajantes do Brasil, da Argentina e do Chile, por exemplo, poderão acessar facilmente Israel por meio deste novo voo”.

“A abertura da rota direta entre Brasil e Israel é uma importante conquista, que fortalece a cooperação entre Israel e a América do Sul. Estou convencido de que esta nova rota, após muitos anos com conectividade limitada, criará uma conexão direta com os países da América do Sul, fortalecendo e impulsionando significativamente o tráfego de turistas desta região para Israel. Além disso, a nova rota facilitará a viagem de milhares de israelenses que desejam visitar a América do Sul”, afirma Yariv Levin, Ministro do Turismo de Israel.

A nova rota Santiago-São Paulo–Tel Aviv
Às segundas, quartas e sábados, o voo LA712 decolará de Santiago às 16h* e pousará para escala em São Paulo às 21h05*. Na sequência, a aeronave decolará do aeroporto de Guarulhos às 23h* e pousará em Tel Aviv às 16h05* do dia seguinte.

Às terças, quintas e domingos, o voo LA713 decolará de Tel Aviv às 18h20* e pousará para escala em São Paulo às 5h35* do dia seguinte. Na sequência, a aeronave decolará do aeroporto de Guarulhos às 7h30* e pousará em Santiago às 10h45*.

Localizada na costa do Mediterrâneo, Tel Aviv é o centro financeiro e tecnológico de Israel e a segunda maior cidade do país, com uma população de 438.818 habitantes. O destino atrai mais de um milhão de turistas anualmente com um clima quente durante todo o ano, vida noturna vibrante, praias urbanas e a “White City”, Patrimônio Mundial da UNESCO com a maior concentração mundial de edifícios no estilo Bauhaus.

Expansão internacional da LATAM
O Grupo LATAM Airlines segue atento às oportunidades de rotas sustentáveis e às necessidades dos clientes para iniciar, ampliar ou adequar as suas operações. Somente em 2017, o Grupo LATAM Airlines inaugurou 13 novas rotas internacionais. Para 2018, a companhia já anunciou 14 novas rotas internacionais e já estreou voos de São Paulo para Roma e se prepara para inaugurar operações para Las Vegas (junho), Boston (julho) e Tel Aviv (dezembro).

Neste sentido, foi inaugurado, em 16 de março passado, o voo São Paulo-Roma, operado inicialmente três vezes por semana pela LATAM Airlines Brasil com aeronaves Boeing 767. A LATAM aproveita a oportunidade para também anunciar que, a partir de 1º de agosto, este voo será operado diariamente. O voo JJ8180 passará a decolar todos os dias de São Paulo às 16h05*, com pouso em Roma às 9h05* do dia seguinte. O percurso inverso também será operado todos os dias pelo voo JJ8181, com decolagem de Roma às 11h05* e pouso em São Paulo às 18h50*.

Conforme anunciado anteriormente, a LATAM Airlines Brasil vai operar três vezes por semana o voo sazonal São Paulo-Las Vegas entre 2 de junho e 30 de setembro deste ano, sempre com aeronaves Boeing 767. A LATAM aproveita a oportunidade para também anunciar que esta operação será retomada entre 15 de dezembro de 2018 e 28 de fevereiro de 2019, com passagens aéreas já disponíveis para venda. Às segundas, quintas e sábados, o voo JJ8150 decolará de São Paulo às 23h55*, com pouso em Las Vegas às 6h35* do dia seguinte. Às terças, sextas e domingo, o voo JJ8151 decolará de Las Vegas às 11h00*, com pouso em São Paulo às 5h25* do dia seguinte.

*Hora local

Airbus consolida sua liderança de mercado na América Latina

A economia e o tráfego do Chile crescerão acima da média regional, enquanto dobrará a demanda de aeronaves


A Airbus consolidou sua liderança de mercado na América Latina em 2017, registrando encomendas para 209 aeronaves e quebrando o seu recorde anterior de 100 encomendas atingido não apenas em 2015, mas também em 2011 e 2012. Isso reflete a crescente importância da região para a Airbus, conforme afirmou o Presidente da Airbus América Latina e Caribe Rafael Alonso em uma coletiva de imprensa no FIDAE Air Show, durante a qual apresentou a Previsão Global do Mercado (GMF) da Airbus América Latina para 2017-2036.

O GMF da América Latina, inicialmente apresentado no ALTA Airline Leaders Forum em Buenos Aires no ano passado, previu a necessidade de as operadoras da região adquirirem 2.677 novas aeronaves de passageiros e de carga para atender à crescente demanda. Entre os fatores que impulsionam essa demanda estão o tráfego de passageiros para, de e dentro da região – previsto para crescer a uma taxa de 4,4 por cento ao ano - bem como a classe média da região - que deverá aumentar para meio bilhão de pessoas até 2036. A economia da América Latina é também um indicador-chave de crescimento, com previsão para aumentar três por cento ao ano, uma taxa média que está acima da taxa mundial de 2,8 por cento.

“Para a Airbus, não consideramos mais a América Latina e o Caribe um ‘mercado emergente’ para a aviação. Ele já emergiu. Isso fica claro com base no crescente valor das encomendas que estamos recebendo de alguns dos promissores players da região, como JetSMART, Viva Air e Volaris. Além disso, vemos o ressurgimentoeconômico de mercados-chave, assim como uma sólida previsão de crescimento do PIB e uma classe média em expansão, indicadores fundamentais que apontam para uma perspectiva extremamente positiva no longo prazo para a região”, disse Rafael Alonso. “Estamos igualmente otimistas com relação ao Chile, onde o crescimento econômico deverá superar o da região e o mundial. O tráfego doméstico em rápido crescimento que veremos ressalta a oportunidade para as operadoras do país expandirem suas frotas e rotas”.

De acordo com o último GMF, as frotas que atendem o Chile mais que dobrarão, necessitando 270 aeronaves nos próximos 20 anos. Essa demanda de mercado está sendo impulsionada pela economia do país, que deverá aumentar 3,6 por cento ao ano, e uma aceleração do tráfego internacional e doméstico com destino ou saída do Chile, que deverá crescer 4,9 por cento ao ano. Assim, a propensão dos chilenos a viajar também dobrará, de 0,6 viagens per capita hoje para 1,3 nas próximas duas décadas.

Até 2036, o número total de megacidades da aviação aumentará de 58 para 95, e as atuais megacidades regionais de Bogotá, Buenos Aires, Lima, Cidade do México, Santiago e São Paulo terão a companhia de Cancún, Cidade do Panamá e Rio de Janeiro. Essas nove megacidades serão responsáveis ​​por 150 mil passageiros de longa distância, diariamente.

A mais que duplicação da frota comercial nos próximos 20 anos trará a necessidade de 49.130 novos pilotos e 53.800 novos engenheiros de manutenção, oferecendo uma oportunidade de crescimento para os postos avançados de serviços ao cliente da Airbus. Somente nos últimos três anos, a Airbus expandiu sua rede global de locais de treinamento de cinco para 16, sendo dois deles na América Latina - o Centro de Treinamento da Airbus Cidade do México foi inaugurado em 2015 e o Centro de Treinamento da Airbus do Brasilabriu em 2016.

Com quase 1,2 mil aeronaves vendidas e uma carteira de encomendasde mais de 600, cerca de 680 aeronaves da Airbus estão em operação em toda a América Latina e Caribe, representando uma participação de mercado de 55 por cento da frota em serviço. Desde 1994, a Airbus recebeu mais de 65 por cento das encomendas líquidas da região.

Viracopos prepara operação especial de Páscoa e deve receber 167 mil passageiros

No mesmo período, estão previstos 1.700 pousos e decolagens no aeroporto


Com objetivo de oferecer maior comodidade para o passageiro, o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), prepara uma operação especial durante o feriado prolongado de Páscoa.

A expectativa é que pelo menos 167 mil pessoas embarquem ou desembarquem pelo terminal de passageiros do aeroporto entre os dias 28 de março e 04 de abril. No mesmo período, estão previstos 1.700 pousos e decolagens no aeroporto.

O dia de maior movimento de passageiros deve na quinta-feira (28/03) com a expectativa de pelo menos 28 mil passageiros embarcando ou desembarcando por Viracopos. Em dias de semana, a movimentação média diária é 23 mil pessoas.

Além da quinta-feira (28/03), os outros dias de maior alta de passageiros no terminal serão na segunda-feira (02/04) e na terça-feira (03/04), ambos com pelo menos 27 mil pessoas.

Operação

A operação especial de Páscoa conta com incremento no número de colaboradores, como atendimento aos passageiros (Posso Ajudar?), segurança, manutenção e limpeza e plantão gerencial.

Entre os destinos mais procurados estão as capitais do Nordeste, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, cidades do interior de São Paulo, Orlando (EUA), Fort Lauderdale (EUA) e Lisboa (POR).

Nesta Páscoa, muitos passageiros também optaram por fazer a conexão com países da América do Sul por meio do voo diário da Amaszonas, que liga Viracopos ao hub da empresa em Assumpção (PAR), de onde a companhia aérea oferece dois voos diários para a Cidade del Este (PAR), Buenos Aires-Aeroparque (ARG) e Montevidéu (URU).

Aviação doméstica completa um ano de retomada


Em março de 2017 o transporte aéreo doméstico viu chegar ao fim um ciclo de 19 meses de retração da demanda. Uma das primeiras atividades a reagir em meio ao cenário de crise naquele ponto, a aviação nacional tem se mantido competitiva em busca do melhor momento alcançado. Os resultados mais recentes recompensam: o período de crescimento ininterrupto da indústria já soma 12 meses. Agora em fevereiro, especificamente, a demanda1 registrou alta de 5,71% em comparação com o mesmo mês de 2017. Em igual perspectiva, a oferta2 teve expansão de 4,22%. O aumento da procura por transporte em nível superior ao da ampliação da disponibilidade proporcionou incremento de 1,13 ponto percentual do fator de aproveitamento3, que chegou a 80,36% de ocupação dos voos. No total, foram 6,9 milhões de viagens aéreas realizadas dentro do país em fevereiro, crescimento de 5,04% em base anual.

Há, ainda, outros aspectos relevantes: o nível da demanda doméstica no mês, na casa dos 7,1 bilhões de RPK, é o segundo melhor para qualquer fevereiro na série de acompanhamento. Figura em patamar bastante próximo do recorde anterior, registrado em fevereiro/2015. Também o fator de aproveitamento, medida da eficiência da indústria, foi o segundo melhor para fevereiro, inferior apenas ao obtido em 2014.

Os números da ABEAR são a consolidação das estatísticas das empresas AVIANCA, AZUL, GOL e LATAM e contemplam mais de 99% do mercado doméstico.

Participação do mercado doméstico em fevereiro de 2018:

GOL: 35,39%
LATAM: 32,32%
AZUL: 18,15%
AVIANCA: 14,14%


Acumulado no ano 


Nos dois primeiros meses do ano, a demanda por transporte aéreo doméstico tem crescimento de 4,08% em comparação com o mesmo período de 2017. A oferta registra expansão um pouco menor, de 3,22%. O fator de aproveitamento tem melhoria de 0,69 ponto percentual, para 82,78% de ocupação. O total de passageiros transportados chega a 15,6 milhões, com alta de 3,51%.

Participação do mercado doméstico no acumulado de 2018:

GOL: 37,30%
LATAM: 31,18%
AZUL: 18,16%
AVIANCA: 13,37%



MERCADO INTERNACIONAL 


As estatísticas das associadas ABEAR abrangem atualmente cerca de 30% das operações aéreas internacionais envolvendo o Brasil. A parcela restante é detida por empresas de bandeira estrangeira.

Este segmento tem apresentado resultados vigorosos, traduzidos em níveis recordes para os principais indicadores a cada mês. Novamente em fevereiro os números de oferta, de demanda e de volume passageiros são os maiores para o mês em toda a série histórica. A quantidade de passageiros transportados é, em particular, a terceira maior para qualquer mês na série de dados, abaixo apenas de janeiro/18 e julho/17.

Em relação a fevereiro de 2017, a demanda por transporte aéreo internacional em companhias brasileiras registrou crescimento de 18,61%, enquanto a oferta se eleva em 22,08%. Como a expansão da oferta foi mais forte do que o crescimento da procura, o fator de aproveitamento registrou queda de 2,41 pontos percentuais, baixando a 82,48% de ocupação. O volume de passageiros transportados somou 789 mil no mês, total 19,74% superior ao apurado no mesmo mês do ano passado.

A demanda e a quantidade de passageiros transportados estão em alta continuada há 17 meses, enquanto a oferta vê expansão há 16 meses seguidos.

Participação do mercado internacional em fevereiro de 2018 (entre as empresas brasileiras):

LATAM – 68,09%
AZUL – 13,70%
GOL – 12,41%
AVIANCA – 5,80%


Acumulado no ano 


Em comparação com o primeiro bimestre de 2017, no acumulado até aqui em 2018 o transporte aéreo internacional apura crescimento de demanda de 16,19%, para uma oferta em ampliação de 18,99%. Esse comportamento leva a uma piora de 2,03 pontos percentuais do fator de aproveitamento, situado em 84,16%. Pouco mais de 1,7 milhão de passageiros já foram transportados nos voos entre o Brasil e o exterior por companhias aéreas brasileiras nesse ano, quantidade 18,26% superior ao que se registrava neste mesmo ponto em 2017.

Participação do mercado internacional no acumulado de 2018:

LATAM – 67,34%
AZUL – 14,37%
GOL – 12,53%
AVIANCA – 5,76%




Cargas

As estatísticas de carga incluem as operações das associadas AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM e LATAM CARGO.

Neste mês de fevereiro as empresas movimentaram 26,1 mil toneladas de carga no mercado doméstico (alta de 2,38% em relação ao mesmo mês do ano anterior) e 23,9 mil toneladas no mercado internacional (alta de 47,54%). No acumulado em dois meses, são 52,2 mil toneladas de carga transportadas dento do país (crescimento de 8,25% ante igual período de 2017) e 45,5 mil toneladas transportadas nas rotas internacionais (crescimento de 41,40%).