LATAM cancelará a maior parte dos seus voos internacionais no Chile devido a restrições do governo

 Medida vale a partir de 5 de abril de 2021, assim que entrar em vigor o decreto do Governo do Chile


Diante do anúncio do governo chileno sobre restrições a viagens de/para o exterior, o Grupo LATAM Airlines suspenderá a maior parte de seus voos internacionais regulares de/para o Chile a partir de 5 de abril, data em que entra em vigor o decreto governamental. Para manter a conectividade do país, a LATAM manterá uma operação reduzida durante o período da restrição para permitir a repatriação de residentes ou cidadãos ou estrangeiros que desejem deixar o Chile.

 

A LATAM informa ainda que os passageiros afetados pela medida anunciada pelo governo poderão alterar as datas das suas passagens sem custo. Mais informações sobre como alterar voos cancelados estão disponíveis em:

https://www.latam.com/pt_br/sala-de-imprensa/imprensa/cancelados-voucher/.



LATAM cumpre determinação do governo argentino e suspende as rotas São Paulo- Buenos Aires e Santiago-Buenos Aires

 A LATAM Airlines informa que, em função do Decreto Administrativo 268/2021 do Governo da Argentina, suspendeu temporariamente as operações das rotas São Paulo-Buenos Aires e Santiago-Buenos Aires a partir de 29 de março até 9 de abril. A retomada dos voos está sujeita às determinações das autoridades argentinas.

A LATAM está trabalhando para minimizar os impactos aos passageiros afetados e, na medida do possível, oferecer soluções alternativas. Os clientes com passagens emitidas de/para Buenos Aires poderão optar por uma das seguintes alternativas:

  • Remarcação gratuita da data do voo (para essa mudança, deve ser considerada a mesma cabine que o do bilhete original);
  • Deixar o bilhete em aberto, desde que seja respeitada a validade da passagem;
  • Reembolso completo (sem multa);
  • Remarcação de origem/destino (sujeito a diferença tarifária).


Por último, a LATAM informa que todas regras para ingresso de passageiros em países no exterior são exigências de seus respectivos governos nacionais. À LATAM cabe apenas aplicar essas regras, na medida em que elas são sancionadas, divulgadas e/ou atualizadas pelas autoridades.


Para mais informações sobre as exigências do país de destino da sua viagem, a LATAM orienta que o cliente consulte https://www.latam.com/pt_br/experiencia/coronavirus/restricoes-de-acesso/.

Receita Federal faz 1º leilão do ano de itens apreendidos no Aeroporto de Viracopos

Entre os 173 lotes estão eletrônicos, informática, celulares, vestuário, peças mecânicas, instrumentos musicais e uma aeronave 



A Receita Federal realizará no dia 08 de março o 1º leilão do ano dos itens apreendidos no Aeroporto Internacional de Viracopos. Entre os 173 lotes estão eletrônicos, informática, celulares, vestuário, bolsas, calçados, livros, óculos, peças mecânicas, acessórios de veículos, máquina de fotografia, cosméticos, bicicleta, capacete, instrumento musical e até uma aeronave. 

O período de recebimento de propostas ocorrerá no período de 19/02/2021 à 05/03/2021, às 21h.  A Receita Federal de Viracopos ressalta que o leilão é todo eletrônico e poderão participar pessoas físicas e jurídicas.  

O interessado precisa possuir certificado digital, bem como ter Certidão Negativa ou Positiva com Efeitos de Negativa de Débitos Relativos aos Tributos Federais válida na data do leilão. 

Os equipamentos a serem leiloados nos itens 1 e 171 poderão ser visitados entre os dias 22/02/2021 à 04/03/2021, por meio de chamada de vídeo pelo aplicativo Whatsapp, mediante agendamento pelo telefone (19) 3725-6654. Já os lotes 172 e 173 serão conferidos somente por fotos incluídas no sistema SLE. 

 O edital completo (0817700/000001/2021) e a relação de mercadorias serão disponibilizados e podem ser consultados por meio do endereço abaixo: 

http://www25.receita.fazenda.gov.br/sle-sociedade/portal/edital/817700/1/2021 

Aeroporto de Brasília fecha 2020 como o 2º mais movimentado do país

 Terminal brasiliense tem ligação direta atualmente 39 cidades brasileiras.

A pandemia mudou todo o setor aéreo mundial, tanto na adequação da estrutura física quanto na movimentação de passageiros e aeronaves. O Aeroporto de Brasília, mesmo fechando o ano de 2020 com movimentação semelhante há de 15 anos, com 8 milhões de passageiros e 80 mil pousos e decolagens, sobe no ranking, tornando-se o 2º mais movimentado do país. Este número representa um fluxo de aeronaves 55% inferior a 2019 e um movimento de pessoas 46% menor que 2019. O terminal brasiliense já tinha ocupado esta posição no ano de 2015/2016, mas o aeroporto de Congonhas (SP) assumiu a colocação nos últimos anos. O Aeroporto de Guarulhos continua sendo o mais movimentado do Brasil.

O Aeroporto de Brasília se consolidou, mesmo no meio da pandemia, como o maior centro de conexão de voos do país. Atualmente o aeroporto atende 39 cidades brasileiras e dois destinos no exterior. É o único terminal aéreo com ligação para todas as capitais do Brasil, possibilitando além do acesso aos principais centros urbanos, uma conexão com o interior.

“Com as restrições para viajar ao exterior, as viagens domésticas cresceram e o Aeroporto de Brasília, por ter capilaridade de voos e capacidade de conexão eficiente, foi a responsável pelo crescimento no ranking durante a pandemia”, conta Roberto Luiz, head de negócios aéreos da Inframerica.

O executivo ainda lembra que a concessionária adotou diversas medidas para que os passageiros que utilizarem o Aeroporto de Brasília viagem com tranquilidade. Por conta destas ações, o terminal foi reconhecido internacionalmente por todo o seu esforço sanitário no combate à covid-19. O Conselho Internacional de Aeroportos (Airports Council International - ACI) credenciou o aeroporto brasiliense com a Airport Health Accreditation (AHA), certificação de boas práticas em medidas sanitárias.

 

Medidas Sanitárias


Ao chegar no aeroporto, o passageiro se depara com dispensers de álcool gel por todo o terminal. São mais de 100 pontos para higienização das mãos presentes em todo o trajeto até o portão de embarque. O chão das filas de check-in, raio-x e portões de embarque estão adesivados com demarcações de distanciamento. Além disso, os balcões possuem barreiras de acrílico instalados para proteger passageiros e funcionários. 

Tanto no embarque quanto no desembarque, uma câmera termográfica mede a temperatura dos passageiros. Um bombeiro civil de aeródromo permanece no local orientando eventuais usuários que estejam com a temperatura elevada. As câmeras também alertam para o uso de máscara, obrigatório em todo o terminal aéreo.  A limpeza do terminal foi reforçada. Na entrada dos banheiros uma placa informa o horário da última higienização que acontece a cada uma hora e meia. A equipe da Globalização, responsável pela limpeza do aeroporto, também reforçou a reposição de sabonetes, limpeza de corrimãos e há equipes dedicadas somente para a higienização dos ônibus de passageiros. Antes e depois de cada viagem os veículos são totalmente desinfetados. 

Mesas, cadeiras e longarinas foram isoladas para garantir o distanciamento social. A concessionária vem tomando diversas medidas para que o passageiro possa viajar tranquilo. Investiu em tecnologia, em limpeza e modificou toda a sinalização do terminal, porém é importante que o passageiro também faça a sua parte. A Inframerica reforça o pedido para que todos colaborem com as novas regras, utilizem a máscara de forma correta, cobrindo nariz e a boca e evitem formar filas. Todas as regras são informadas por avisos sonoros e em monitores espalhados pela sala de embarque.

 

Confira a lista de cidades atendidas pelo Aeroporto de Brasília:

 

Sul:

Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis.

Sudeste:

São Paulo (Congonhas), Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), Belo Horizonte, Vitória, São José do Rio Preto, Uberlândia e Ribeirão Preto.

Nordeste:

Fortaleza, Salvador, Recife, São Luiz, Teresina, Barreiras, João Pessoa, Maceió, Aracajú, Imperatriz, Natal.

Centro Oeste:

Cuiabá, Goiânia e Campo Grande.

Norte:

Manaus, Santarém, Belém, Rio Branco, Macapá, Marabá, Porto Velho, Boa Vista, Palmas, Araguaína, Carajás e Cruzeiro do Sul.

Viracopos registra em 2020 recorde histórico de movimentação de carga para um ano desde o início da concessão

 Passaram pelo terminal de carga do aeroporto 262,2 mil toneladas; maior marca anterior havia sido registrada em 2018    

 

Alavancado pelo aumento das movimentações na importação, exportação, cargas domésticas e remessas expressas, o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), registrou em 2020 recorde histórico de movimentação de carga (em peso) para um ano desde o início integral da concessão, em 2013, com um total de 262,2 mil toneladas. A maior marca anterior havia sido registrada em 2018, com 241,3 mil toneladas.   

Na comparação do acumulado de 2020 com o total do ano de 2019, a alta foi de 18,16%, já que em 2019 foram movimentados pelo TECA (Terminal de Carga) de Viracopos 221,9 mil toneladas. A eficiente logística e a moderna infraestrutura do TECA foram fundamentais e estratégicas, por exemplo, para a chegada de medicamentos, equipamentos hospitalares, respiradores, máscaras, testes e vacinas para o combate à COVID-19.  

Além do recorde de melhor ano em 2020, o mês de dezembro também representou o melhor mês em carga movimentada da história do aeroporto com um total de 28,4 mil toneladas. O recorde mensal anterior havia sido registrado em outubro de 2020 como 27,8 mil toneladas. Já na comparação de dezembro de 2020 com dezembro de 2019, a alta chegou a 63,9%. 

Importação e Exportação 

Na importação, a alta no peso foi de 2,45% no acumulado do ano em relação a 2019, com um total de 120,4 mil toneladas que chegaram ao país pelo TECA de Viracopos. Hoje, Viracopos é o maior em importação de carga aérea do país, movimentando mais de 1/3 de toda a carga aérea que chega ao Brasil. Em 2020, a participação do aeroporto foi de 38% no volume de cargas de importação aérea no Brasil. 

Já em relação ao mês de dezembro, o crescimento na importação foi de 45,14% na comparação com o mesmo mês de 2019, sendo que dezembro foi o melhor mês de 2020, com um total de 12,7 mil toneladas.  

A exportação também apresentou bons resultados com alta de 23,37% no acumulado do ano em relação a 2019, com um total de 77,1 mil toneladas de carga saindo do país por Viracopos. Na comparação entre os meses de dezembro, o crescimento foi de 41,7%, com 6,7 mil toneladas movimentadas no mês passado ante 4,7 mil toneladas do último mês de 2019..  

Remessas expressas  

Outro setor que apresentou alta foi o de remessas expressas (courier), de importação e exportação, com 5,1% de crescimento no acumulado do ano de 2020 em relação ao acumulado de 2019. Foram movimentadas no ano 5,7 mil toneladas de remessas expressas ante 5,4 mil toneladas de 2019.  

Considerando apenas o mês de dezembro, a alta nas de remessas expressas foi de 24,3% em relação ao mesmo mês de 2019, com 563 quilos ante 453 quilos de carga. 

Carga Nacional 

A movimentação das chamadas cargas domésticas também apresentou forte crescimento em Viracopos no ano de 2020 na comparação com 2019. 

Em 2020, foram movimentados 58.829 toneladas ante 36.299 toneladas processadas no aeroporto em 2019, resultando em um aumento de 62,07%. Dezembro também representou o melhor mês de 2020 neste setor em Viracopos com um total de 8.378 toneladas. 

TECA Viracopos    

​Hoje, o Terminal de Carga (TECA) de Viracopos é um dos mais importantes e movimentados do Brasil e é o maior em carga importada no país.  

Como reconhecimento das melhorias e dos investimentos realizados nos últimos anos, Viracopos foi eleito foi eleito o Melhor Aeroporto de Carga do Mundo no Air Cargo Excellence Awards 2018, na categoria até 400 mil toneladas/ano. A premiação é realizada pela Air Cargo World, uma das principais publicações do setor, e celebra as melhores performances na área de transporte aéreo.   

O TECA tem figurado nos últimos anos no pódio da premiação. Em 2014, o Air Cargo Excellence Awards já havia premiado Viracopos como o segundo melhor da América Latina, além de ter reconhecido o terminal como o Melhor Aeroporto da América Latina no quesito Operação de Carga.   

Em 2015, Viracopos ficou com o título de Melhor Aeroporto de Carga da América Latina e, em 2016, ganhou como segundo Melhor Aeroporto de Carga do Mundo. Já em 2020, o TECA obteve a premiação de terceiro Melhor Aeroporto de Carga do mundo, também na categoria até 400 mil toneladas/ano.