MODERN Logistics fecha parceria com Harley-Davidson para transporte aéreo de motocicletas produzidas em Manaus para todo Brasil

O objetivo é atender entregas expressas, uma demanda crescente da área de vendas da montadora. A Harley-Davidson planeja gradativamente aumentar o número de motocicletas distribuídas ao longo de 2018 até atingir a meta de entrega em 4 dias, em média, para todas as concessionárias no Brasil dentro dessa modalidade de transporte.


Com o objetivo de viabilizar entregas expressas, a Harley-Davidson fechou com a MODERN Logistics o transporte rodoviário e aéreo, com aeronaves do integrador logístico, de motocicletas da fábrica de Manaus (AM) para todas as 21 concessionárias da montadora em todo o Brasil. Depois da coleta na fábrica, as motocicletas são transportadas até o aeroporto de Manaus para os Aeroportos de Brasília ou Viracopos, em Campinas. A partir destes aeroportos, o transporte até as concessionárias é feito pelo modal rodoviário.

“A Harley avaliou o impacto na qualidade do serviço em atender os Clientes rapidamente e percebeu que existe o potencial em aumentar vendas com um serviço mais ágil”, disse Hudson Reis, Diretor Comercial da MODERN Logistics. O executivo explicou que todo o projeto foi desenvolvido para atender uma demanda crescente da área comercial que é poder oferecer entregas expressas para os clientes, o que só é possível com a conjugação dos modais aéreo e rodoviário.

“Nossos Clientes reconhecem que a entrega rápida e com alta qualidade ajuda a reduzir custos e aumentar vendas” completou Gerald Lee, CEO da Modern. De acordo com Lee, a MODERN Logistics vem se destacando cada vez mais por oferecer uma plataforma logística completa, com soluções sob medida para a necessidade dos clientes.

Viracopos é eleito o melhor aeroporto de carga do mundo

Aeroporto conquistou a posição no Air Cargo Excellence Awards 2018 na categoria até 400 mil toneladas movimentadas por ano 
O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), foi eleito melhor aeroporto de carga do mundo no Air Cargo Excellence Awards 2018. O anúncio foi feito nesta terça-feira (03/04), em Nova York (EUA). A premiação é realizada pela Air Cargo World, uma das principais publicações do setor, e celebra as melhores performances na área de transporte aéreo mundial.
A avaliação é baseada na pesquisa Air Cargo Excellence, que foi criada em 2005 e é divulgada anualmente na Air Cargo World. Aeroportos e companhias aéreas de todo o mundo são reconhecidos de acordo com suas pontuações em vários fatores de desempenho.
No ano passado, Viracopos já havia ficado com o título de 2º melhor aeroporto de carga do mundo na mesma categoria. Em 2016, o terminal de carga venceu na categoria de melhor da América Latina. “O foco de Viracopos é aperfeiçoar o desempenho operacional para os clientes, tanto do terminal de carga quanto do terminal de passageiros. Essa conquista é fruto de nossos investimentos e esforços conjuntos na perseguição da melhoria contínua”, destacou o diretor-presidente do aeroporto, Gustavo Müssnich.
Viracopos ficou na primeira colocação mundial na categoria de até 400.000 ton./ano. Logo atrás do terminal de Campinas aparecem os aeroportos de Orlando (EUA) e de Guayaquil (ECU). Em 2017, o Terminal de Carga de Viracopos movimentou 204,3 mil toneladas, entre exportação, importação, doméstico e curier (remessas expressas). 
O Air Cargo Excellence Awards também havia premiado Viracopos, em 2014, como o melhor aeroporto de carga do Brasil e o segundo melhor da América Latina, além de ter reconhecido o terminal como o melhor aeroporto da América Latina no quesito Operação de Carga.
Para o diretor de Operações de Viracopos, Marcelo Mota, cada funcionário do Terminal de Carga é diretamente responsável por mais esta importante conquista. “Este reconhecimento foi alcançado pela dedicação e participação de todos os funcionários que trabalham diariamente para melhorar nossa eficiência e nossa excelência. Também é importante destacar que sem o apoio dos órgãos brasileiros de fiscalização e de toda a cadeia logística Viracopos não alcançaria este prêmio”, disse ele.
O gerente de Operações de Carga de Viracopos, Ricardo Luize, destacou a importância dos investimentos no terminal. “Os investimentos em infraestrutura e significativas melhorias na gestão do Terminal de Carga consolidaram Viracopos entre os melhores aeroportos de carga do mundo em sua categoria”, destacou o gerente.
Air Cargo World
A Air Cargo World anunciou os vencedores de 22 Prêmios da Air Cargo Excellence (ACE) na última terça-feira. As premiações são baseadas no Air Cargo Excellence Survey, que foi estabelecido em 2005 pela Air Cargo World.
Os prêmios são apresentados anualmente para as companhias aéreas e aeroportos de carga, alcançando as pontuações mais altas da pesquisa com base em vários fatores de desempenho e são os únicos prêmios do setor com base em uma pesquisa imparcial. O levantamento deste ano contém respostas de 1.800 agentes de carga e fornecedores de logística de terceiros, gerando um banco de dados de 3.600 avaliações de aeroportos e transportadoras.
Entre os vencedores estavam: Cathay Pacific Airways, Cingapura Internacional, Lufthansa, Southwest Airlines, Quito, UIO, Air France - KLM, Air Canada e Delta Air. “Os prêmios de excelência da Air Cargo celebram o melhor do setor de carga aérea”, disse JJ Hornblass, executivo da Air Cargo World.
Os prêmios de excelência da Air Cargo são apresentados anualmente pela Air Cargo World, a maior publicação da indústria. Entre as companhias aéreas, o status de Diamante, Platina e Ouro são concedidos aos três principais participantes (com base em uma pontuação composta de Desempenho, Valor e Instalações) em cada uma das duas categorias de tonelagem.
Entre os aeroportos, o status de Diamante, Platina e Ouro é concedido aos três principais com base em uma pontuação composta de Desempenho, Valor e Instalações, em cada uma das três categorias de tonelagem. Os prêmios ACE também são apresentados ao aeroporto de maior pontuação em cada uma das cinco regiões.
Lufthansa e Quito, da UIO, receberam este ano os nossos prêmios de Carga Especial, que representam a companhia aérea e o aeroporto de maior pontuação, respectivamente, em termos de capacidade de embarque de perecíveis, mercadorias perigosas, produtos farmacêuticos, animais e cargas com formas estranhas.

Vencedores na categoria aeroportos:
- CATEGORIA ATÉ 399.999 TONELADAS/ANO:
1º • São Paulo Viracopos/Campinas, VCP - Diamond Award
2º • Orlando, MCO - Platinum Award
3º • Guayaquil, GYE – Gold Award
- CATEGORIA DE 400.000 a 999.999 TONELADAS/ANO:
1º • Quito, UIO - Diamond Award
2º • Oakland, OAK - Platinum Award
3º • Toronto, YYZ – Gold Award
- CATEGORIA 1 MILHÃO OU MAIS TONELADAS/ANO:
1º • Singapura, SIN - Diamond Award
2º • Hong Kong, HKG - Platinum Award
• Incheon, ICN - Gold Award

Inframerica é certificada por selo internacional como ótima empresa para se trabalhar

Consultoria Great Place To Work avalia companhias que valorizam seus funcionários e investem neles. A Administradora dos aeroportos de Brasília e Natal recebeu ótima avaliação de suas equipes.


A Inframerica – concessionária dos Aeroportos de Brasília e Natal – foi considerada uma ótima empresa para se trabalhar, de acordo com pesquisa realizada com seus colaboradores pela consultoria Great Place to Work (GPTW). O estudo consiste em um questionário que mensura a percepção dos funcionários em relação a seus ambientes de trabalho.

Por conta das excelentes notas obtidas, os aeroportos de Brasília e Natal, que foram avaliados separadamente, receberam a qualificação da GPTW, que é válida por um ano. A Inframerica entrou no mapa internacional das companhias mais bem avaliadas pela consultoria e manterá sua certificação pelo menos até o dia 2 de fevereiro de 2019.

Como principais motivações, os funcionários apontaram a confiança que têm na gestão, o ambiente de trabalho positivo e o orgulho que sentem por fazer parte da equipe. Nos dois aeroportos, o ponto forte da empresa ficou claro: o orgulho que os colaboradores sentem. A Inframerica comemora a satisfação de sua equipe e a considera um retorno bastante positivo dos investimentos que faz no bem-estar dos mais de 900 funcionários.

“Investimos continuamente em nossos aeroportos e funcionários. Nossa premissa é transformar os terminais nos melhores do país e nosso ambiente de trabalho o melhor para se trabalhar. A Inframerica ainda é jovem e a certificação mostra que estamos no caminho certo”, avalia o presidente da Inframerica, Jorge Arruda.

A empresa é responsável pela concessão dos aeroportos de Brasília e Natal por mais 20 e 22 anos, respectivamente.

LATAM Airlines confirma novo voo para Tel Aviv a partir de dezembro

Companhia será a única a oferecer um voo direto entre América Latina e Israel
LATAM Airlines Chile vai operar rota Santiago-São Paulo-Tel Aviv com aeronaves Boeing 787



O Grupo LATAM Airlines acaba de iniciar as vendas de passagens aéreas para o seu mais novo destino internacional. A partir de 12 de dezembro deste ano, decolará o primeiro voo operado pela LATAM Airlines Chile para Tel Aviv (Israel) a partir de Santiago (Chile) e com escala em São Paulo (Brasil).

O novo voo será operado três vezes por semana com aeronaves Boeing 787, que acomodam 217 clientes em classe Economy e 30 em Premium Business. As passagens aéreas já podem ser adquiridas pelos passageiros em latam.com e demais canais de venda.

“Nenhuma outra companhia aérea conecta a América do Sul com o mundo com tantas opções de horários e itinerários. Com este novo voo para Tel Aviv, também seremos a única empresa da região com voos próprios para Israel”, afirma Jerome Cadier, CEO da LATAM Airlines Brasil. “Esta é uma oportunidade única de viagem para passageiros com origem em diversos países do nosso continente. Viajantes do Brasil, da Argentina e do Chile, por exemplo, poderão acessar facilmente Israel por meio deste novo voo”.

“A abertura da rota direta entre Brasil e Israel é uma importante conquista, que fortalece a cooperação entre Israel e a América do Sul. Estou convencido de que esta nova rota, após muitos anos com conectividade limitada, criará uma conexão direta com os países da América do Sul, fortalecendo e impulsionando significativamente o tráfego de turistas desta região para Israel. Além disso, a nova rota facilitará a viagem de milhares de israelenses que desejam visitar a América do Sul”, afirma Yariv Levin, Ministro do Turismo de Israel.

A nova rota Santiago-São Paulo–Tel Aviv
Às segundas, quartas e sábados, o voo LA712 decolará de Santiago às 16h* e pousará para escala em São Paulo às 21h05*. Na sequência, a aeronave decolará do aeroporto de Guarulhos às 23h* e pousará em Tel Aviv às 16h05* do dia seguinte.

Às terças, quintas e domingos, o voo LA713 decolará de Tel Aviv às 18h20* e pousará para escala em São Paulo às 5h35* do dia seguinte. Na sequência, a aeronave decolará do aeroporto de Guarulhos às 7h30* e pousará em Santiago às 10h45*.

Localizada na costa do Mediterrâneo, Tel Aviv é o centro financeiro e tecnológico de Israel e a segunda maior cidade do país, com uma população de 438.818 habitantes. O destino atrai mais de um milhão de turistas anualmente com um clima quente durante todo o ano, vida noturna vibrante, praias urbanas e a “White City”, Patrimônio Mundial da UNESCO com a maior concentração mundial de edifícios no estilo Bauhaus.

Expansão internacional da LATAM
O Grupo LATAM Airlines segue atento às oportunidades de rotas sustentáveis e às necessidades dos clientes para iniciar, ampliar ou adequar as suas operações. Somente em 2017, o Grupo LATAM Airlines inaugurou 13 novas rotas internacionais. Para 2018, a companhia já anunciou 14 novas rotas internacionais e já estreou voos de São Paulo para Roma e se prepara para inaugurar operações para Las Vegas (junho), Boston (julho) e Tel Aviv (dezembro).

Neste sentido, foi inaugurado, em 16 de março passado, o voo São Paulo-Roma, operado inicialmente três vezes por semana pela LATAM Airlines Brasil com aeronaves Boeing 767. A LATAM aproveita a oportunidade para também anunciar que, a partir de 1º de agosto, este voo será operado diariamente. O voo JJ8180 passará a decolar todos os dias de São Paulo às 16h05*, com pouso em Roma às 9h05* do dia seguinte. O percurso inverso também será operado todos os dias pelo voo JJ8181, com decolagem de Roma às 11h05* e pouso em São Paulo às 18h50*.

Conforme anunciado anteriormente, a LATAM Airlines Brasil vai operar três vezes por semana o voo sazonal São Paulo-Las Vegas entre 2 de junho e 30 de setembro deste ano, sempre com aeronaves Boeing 767. A LATAM aproveita a oportunidade para também anunciar que esta operação será retomada entre 15 de dezembro de 2018 e 28 de fevereiro de 2019, com passagens aéreas já disponíveis para venda. Às segundas, quintas e sábados, o voo JJ8150 decolará de São Paulo às 23h55*, com pouso em Las Vegas às 6h35* do dia seguinte. Às terças, sextas e domingo, o voo JJ8151 decolará de Las Vegas às 11h00*, com pouso em São Paulo às 5h25* do dia seguinte.

*Hora local

Airbus consolida sua liderança de mercado na América Latina

A economia e o tráfego do Chile crescerão acima da média regional, enquanto dobrará a demanda de aeronaves


A Airbus consolidou sua liderança de mercado na América Latina em 2017, registrando encomendas para 209 aeronaves e quebrando o seu recorde anterior de 100 encomendas atingido não apenas em 2015, mas também em 2011 e 2012. Isso reflete a crescente importância da região para a Airbus, conforme afirmou o Presidente da Airbus América Latina e Caribe Rafael Alonso em uma coletiva de imprensa no FIDAE Air Show, durante a qual apresentou a Previsão Global do Mercado (GMF) da Airbus América Latina para 2017-2036.

O GMF da América Latina, inicialmente apresentado no ALTA Airline Leaders Forum em Buenos Aires no ano passado, previu a necessidade de as operadoras da região adquirirem 2.677 novas aeronaves de passageiros e de carga para atender à crescente demanda. Entre os fatores que impulsionam essa demanda estão o tráfego de passageiros para, de e dentro da região – previsto para crescer a uma taxa de 4,4 por cento ao ano - bem como a classe média da região - que deverá aumentar para meio bilhão de pessoas até 2036. A economia da América Latina é também um indicador-chave de crescimento, com previsão para aumentar três por cento ao ano, uma taxa média que está acima da taxa mundial de 2,8 por cento.

“Para a Airbus, não consideramos mais a América Latina e o Caribe um ‘mercado emergente’ para a aviação. Ele já emergiu. Isso fica claro com base no crescente valor das encomendas que estamos recebendo de alguns dos promissores players da região, como JetSMART, Viva Air e Volaris. Além disso, vemos o ressurgimentoeconômico de mercados-chave, assim como uma sólida previsão de crescimento do PIB e uma classe média em expansão, indicadores fundamentais que apontam para uma perspectiva extremamente positiva no longo prazo para a região”, disse Rafael Alonso. “Estamos igualmente otimistas com relação ao Chile, onde o crescimento econômico deverá superar o da região e o mundial. O tráfego doméstico em rápido crescimento que veremos ressalta a oportunidade para as operadoras do país expandirem suas frotas e rotas”.

De acordo com o último GMF, as frotas que atendem o Chile mais que dobrarão, necessitando 270 aeronaves nos próximos 20 anos. Essa demanda de mercado está sendo impulsionada pela economia do país, que deverá aumentar 3,6 por cento ao ano, e uma aceleração do tráfego internacional e doméstico com destino ou saída do Chile, que deverá crescer 4,9 por cento ao ano. Assim, a propensão dos chilenos a viajar também dobrará, de 0,6 viagens per capita hoje para 1,3 nas próximas duas décadas.

Até 2036, o número total de megacidades da aviação aumentará de 58 para 95, e as atuais megacidades regionais de Bogotá, Buenos Aires, Lima, Cidade do México, Santiago e São Paulo terão a companhia de Cancún, Cidade do Panamá e Rio de Janeiro. Essas nove megacidades serão responsáveis ​​por 150 mil passageiros de longa distância, diariamente.

A mais que duplicação da frota comercial nos próximos 20 anos trará a necessidade de 49.130 novos pilotos e 53.800 novos engenheiros de manutenção, oferecendo uma oportunidade de crescimento para os postos avançados de serviços ao cliente da Airbus. Somente nos últimos três anos, a Airbus expandiu sua rede global de locais de treinamento de cinco para 16, sendo dois deles na América Latina - o Centro de Treinamento da Airbus Cidade do México foi inaugurado em 2015 e o Centro de Treinamento da Airbus do Brasilabriu em 2016.

Com quase 1,2 mil aeronaves vendidas e uma carteira de encomendasde mais de 600, cerca de 680 aeronaves da Airbus estão em operação em toda a América Latina e Caribe, representando uma participação de mercado de 55 por cento da frota em serviço. Desde 1994, a Airbus recebeu mais de 65 por cento das encomendas líquidas da região.