American inicia rota de Los Angeles para São Paulo



Los AngelesSão Paulo é a nova rota da American Airlines no Brasil, um mês apenas depois da abertura de Miami-Curitiba-Porto Alegre. O Boeing 777-200 chegou por volta das 17h30 no aeroporto de Guarulhos com uma ocupação de 80%. De acordo com o diretor comercial da American Airlines, José Roberto Trinca, “a companhia aérea tem sorte de iniciar as operações de uma rota importante em alta temporada. Metade dos passageiros do voo inaugural veio de Los Angeles, a outra parte de lugares como São Francisco e Las Vegas. Além da Costa Oeste, turistas da Ásia também ajudaram a alimentar este voo, pois é possível fazer conexão”.

Há pouco, a American Airlines organizou um evento de inauguração da rota em uma das salas da companhia no aeroporto de Guarulhos, que contou com a participação dos representantes do Visit Califórnia, do Consulado Geral dos Estados Unidos e executivos de Operação do aeroporto de Guarulhos.

Los Angeles é o nosso quarto portão de entrada nos Estados Unidos. Hoje é um dia muito especial e não poderíamos deixar passar em branco”, completou Trinca, propondo um brinde aos convidados.

A partir de hoje, o voo AA215 sai diariamente de Los Angeles às 20h40, com previsão de chegada em São Paulo às 16h25. No sentido inverso, sai de Cumbica às 0h15 e chega nos Estados Unidos às 6h40. O Boeing 777-200 é configurada para 247 passageiros, em três classes: 16 assentos na primeira classe; 37 assentos na classe executiva e 194 assentos na classe econômica.

Fonte: Panrotas

Air Europa inaugura voo para São Paulo

O aeroporto internacional de São Paulo - GRU Airport - recebeu hoje, dia 17 de dezembro de 2013, o voo inaugural da cia. aérea espanhola Air Europa, que ligará Madri, na Espanha ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

O voo UX57, partiu de Madri às 15h35 (horário local) do dia 16/12, e pousou em Guarulhos à 00h05, com um atraso de aproximadamente 50 minutos.

O avião que realizou este primeiro voo foi o Airbus A330-200, matrícula EC-JQQ.

A Air Europa operará cinco frequências semanais entre Madri e São Paulo, sempre utilizando aviões Airbus A330-200, configurados com 24 assentos na classe executiva e 275 na econômica.


Imagem: Divulgação Facebook GRUAirport.

Aeroporto de Guarulhos ganha em 2014 primeiro hotel

A GRU Airport, concessionária responsável pela administração do aeroporto internacional de Guarulhos (SP), fechou contrato para a instalação de dois hotéis de alto padrão no novo terminal de passageiros que será inaugurado em maio. Ambos vão operar com a bandeira Wyndham Grand Collection, da operadora americana Wyndham Worldwide. O investimento será de R$ 120 milhões.

A escolha culmina um longo processo de seleção iniciado pela concessionária. "Convidamos as principais bandeiras internacionais do segmento de hotéis. Recebemos dez manifestações de interesse e cinco propostas concretas. Isso comprova a atratividade do aeroporto em termos de desenvolvimento imobiliário", afirma o diretor comercial da GRU Airport, Fernando Sellos.

Um dos hotéis ficará dentro do futuro terminal, na área restrita a passageiros de voos internacionais, antes do controle de imigração para quem está desembarcando do exterior. É o primeiro projeto do gênero na América do Sul e deve estar em pleno funcionamento até a Copa do Mundo de 2014. Ele terá 50 quartos, com diárias variando entre R$ 600 e R$ 1 mil. Para quem quer apenas dar uma relaxada entre um voo e outro, estão previstas frações de quatro horas, com preço menor.

"Um visitante dos Estados Unidos que passa pelo aeroporto apenas para fazer uma escala até a Argentina, por exemplo, não precisará se preocupar com vistos e a burocracia da imigração caso precise passar mais algumas horas em Guarulhos", diz o presidente da Fisa e principal executivo da VCI, Samuel Sicchierolli.

A VCI é uma joint venture formada por duas empresas - a Fisa e a Valor Finanças Corporativas - para cuidar do novo empreendimento. Ela foi responsável pela estruturação do negócio e pela atração da Wyndham ao projeto, que marca a estreia da bandeira Wyndham Grand Collection no país. O grupo americano tem outras marcas de hotéis no mercado brasileiro, como Tryp, Super 8 e Ramada, instaladas em parceria com empresários locais.

Em 2012, o aeroporto de Guarulhos registrou movimento de 32,8 milhões de passageiros, dos quais 11,6 milhões foram de voos internacionais. Hoje, 49 companhias aéreas operam no local, com voos de mais de 50 destinos no exterior. "Pensamos em um hotel para atender a uma antiga demanda de viajantes brasileiros e estrangeiros, que muitas vezes precisam aguardar a conexão internacional", explica Sicchierolli.

O segundo hotel ficará em frente ao futuro terminal e será ligado a ele por uma passarela elevada. Terá 350 quartos e um restaurante com capacidade para 300 pessoas, acessível não só aos hóspedes, mas também a participantes de eventos e passageiros do aeroporto. A lista de serviços disponíveis inclui estacionamento com valet, equipamentos de ginástica, jacuzzi e salões de beleza. Há ainda previsão para uma área de eventos com 3 mil m2 e até 20 salas executivas. O serviço de quarto será compartilhado entre o hotel de dentro e de fora do terminal, permitindo diminuir os custos e facilitando a operação.


O hotel externo, com oito andares, começará a ser construído em janeiro e deverá estar pronto apenas em 2016. A tempo, conforme prometem os empreendedores, da Olimpíada do Rio de Janeiro. Quem se encarregará das obras é a Skipton, uma incorporadora de Curitiba, que bancará 60% do investimento. O restante será dividido entre os dois sócios.


A GRU Airport, que assumiu a concessão do aeroporto no ano passado, tem a expectativa de que os hotéis atendam a demanda de visitantes para eventos como a São Paulo Fashion Week e a Fórmula 1. "O aeroporto cresce em ritmo anual de dois dígitos há mais de uma década e está em uma região carente de hotéis", diz Sellos. Ele lembra que o Caesar Park, um hotel corporativo localizado dentro do complexo aeroportuário de Guarulhos, registra taxa de ocupação dez pontos percentuais acima da média paulistana em qualquer época do ano. E nem pode ser alcançado a pé por quem desembarca no aeroporto - requer necessariamente traslado por carro ou van.


 Sicchierolli também se mostra confiante na rentabilidade dos empreendimentos. A concessão de Guarulhos vale até 2032. Depois, todos os ativos - incluindo os hotéis - vão para as mãos da União. "Pelas projeções que fizemos, em um cenário-base, os hotéis se pagam em oito anos. Ou seja, teremos mais dez anos de fluxo de caixa livre. Sob o aspecto de qualquer investimento imobiliário, é um retorno bastante significativo", explica o executivo.


Valor Econômico

A Tam apresentou hoje, 10 de dezembro, seu Airbus A320 com a pintura comemorativa pelos 20 anos do programa Tam Fidelidade.

O avião foi adesivado com 10 mil fotos de clientes da empresa.

No início de 2014, mais um Airbus estará adesivado com mais 10 mil fotos de clientes da companhia.

Foto divulgação - Facebook Tam




Obras no conector do novo terminal

E as obras do novo terminal (TPS3) seguem a todo vapor.

Agora, a concessionária trabalha na finalização do conector, que ligará os antigos terminais (TPS1 e 2) ao novo.

O conector está em fase final de acabamento e aparentemente ficará localizado onde hoje está o embarque internacional do terminal 2.



Guarulhos já pode receber Boeing 747-8



SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL
AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL
SUPERINTENDÊNCIA DE INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA

PORTARIA No- 2.987, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2013

Concede Certificado Operacional de Aeroporto à Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S.A.

O SUPERINTENDENTE DE INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL, no uso de suas atribuições outorgadas pelo Art. 41, inciso VIII, do Regimento Interno da ANAC, aprovado pela Resolução nº 110, de 15 de setembro de 2009, e alterações posteriores, conforme previsto no RBAC 139 e tendo em vista o que consta do Processo no 00058.083359/2012-91, resolve:

Art. 1º Conceder o Certificado Operacional de Aeroporto no 002/SBGR/2013 à Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S.A., inscrita no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ sob nº 15.578.569/0001-06, operador do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos-Governador André Franco Montoro (SBGR).

Art. 2º O aeroporto certificado nos termos do art. 1º operará com as seguintes especificações operativas:

I - Geral:
a) Código de referência: 4E;
b) O aeroporto pode ser utilizado regularmente por quaisquer aeronaves compatíveis com o código de referência 4E ou inferior, permitida a operação da aeronave Boeing 747-8 conforme inciso II;
c) Tipo de operação por pista/cabeceira:
Cabeceira 09R: VFR / IFR - Cat II - diurna/noturna
Cabeceira 27L: VFR / IFR - Cat I - diurna/noturna
Cabeceira 09L: VFR / IFR - Cat II - diurna/noturna
Cabeceira 27R: VFR / IFR - Cat I - diurna/noturna
d) Nível de proteção contraincêndio existente: 10

II - Condições Especiais de Operação para a aeronave Boeing 747-8
a) A operação da aeronave Boeing 747-8 é permitida de acordo com os procedimentos especiais descritos no MOPS aprovado pela ANAC.
III - Restrição a classes e tipos de aeronaves:
a) Aeronaves sem equipamento rádio;
b) Planadores;
c) Aeronaves sem transponder ou com falha neste equipamento;
d) Voos de ultraleves motorizados.

III - Restrição aos serviços aéreos:
a) Lançamento de objetos ou pulverização;
b) Reboque de aeronaves;
c) Lançamento de paraquedas;
d) Voo acrobático.

Art. 3º Esta Portaria entra em vigor no dia 15 de novembro de 2013.

São Paulo adquire helicóptero Agusta AW 109 Grand New

   Imagem ilustrativa


A Fundação Florestal do Estado de São Paulo, mediante empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), abriu a licitação internacional para a Aquisição de Aeronave tipo Helicóptero Biturbina, categoria leve com capacidade de transporte de 02 (dois) pilotos, em duplo comando e 06 (seis) passageiros, com o prazo de entrega de 365 dias da emissão da Ordem de Fornecimento.

A seção de abertura dos envelopes proposta aconteceu as 09:00h do dia 22 de Outubro de 2013. Estiveram presentes representantes das empresas Bell Helicopter Textron Inc. (representados pela TAM Aviação Executiva), AgustaWestland e Helibras. O helicóptero AW 109 Grand New (AW109SP) foi o vencedor do certame com o preço de € 5.818.800,00, equivalente a R$ 17.298.710,52.

A empresa Helibras ficou em segundo com o helicóptero EC135, com o valor de R$ R$ 18.042.226,97 e em terceiro ficou a empresa Bell com o helicóptero Bell 429 com o valor de R$ 20.089.071,25. Nesses preços, além do valor da aeronave, acessórios e equipamentos, estão também os custos de formação de pilotos e mecânicos.

A proposta apresentada pela empresa Bell não foi classificada, tendo em vista que a garantia de manutenção da proposta apresentada possuí um período menor de validade do que o especificado no edital e não é aceitável.
Essa será o primeiro AW 109 Grand New a ser utilizado por uma polícia brasileira. Uma aeronave moderna e deverá ser destinada à fiscalização de áreas de proteção ambiental do Estado de São Paulo.

Esse trabalho é realizado pelo Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar e a aeronave adquirida deverá ser operada pelo Grupamento de Radiopatrulha Aérea (GRPAe) da PM.

A proposta é que essa aeronave opere no litoral paulista, ficando sediada na Base de Radiopatrulha Aérea da Praia Grande. Ela será utilizada, principalmente, para fiscalizar as áreas de proteção ambiental marinhas, por isso a escolha de uma aeronave biturbina.

Fonte: Piloto Policial

Um pouquinho do movimento das cias da América do Norte

GRU Airport recebe voos dos três principais países da América do Norte, sendo as seguintes empresas:

Estados Unidos:
American Airlines
Delta
United
US Air

Canadá
Air Canadá

México:
Aeromexico



Abaixo alguns vídeos com pousos e decolagens de algumas destas cias.






E o morrinho vai chegando ao fim.

Enfim, para a tristeza de todos os spotters e amantes da aviação, parece que o fim do morrinho está de fato chegando.

Esta semana foi concluída a instalação das telas da cerca que fechará o acesso ao melhor spotter point do aeroporto de Guarulhos, o principal do Brasil.

Por enquanto, há ainda um espaço por onde é possível o acesso de veículos à região do morro, porém, ao que tudo indica, ainda nesta semana, ali será colocado um portão, que fechará de vez o melhor local para os amantes da aviação que ainda existe no maior e mais importante aeroporto brasileiro.

Não sabemos ainda o que a GRU Airport planeja para o local, se apenas o manterá fechado, se haverá a permissão de acesso aos spotters cadastrados ou, já que não custa sonhar, se ali, num futuro, teremos um spotter point digno dos principais aeroportos do mundo, com toda a estrutura necessária para quem pretende passar algumas boas horas do dia por lá.

Só nos resta torcer para que não percamos nosso melhor spotter point, nem que tenhamos que pagar pelo acesso.









Ilustres visitantes em Guarulhos

Para a alegria dos spotters e entusiastas da aviação, no mês de outubro, o aeroporto de Guarulhos recebeu dois ilustres visitantes, o Boeing 777-200, matrícula CS-TQX, da CEIBA Intercontinental Airlines (White Airways) e o Boeing 777-200 VIP, matrícula VP-CAL, que trouxe o terceiro filho do rei da Arábia Saudita, para um evento em São Paulo.




E que nos próximos meses tenhamos outras boas surpresas como estas.
A Gol oferece, a partir da próxima segunda-feira (dia 11), maior distância entre as poltronas em todos os voos da ponte aérea Congonhas-Santos Dumont. De acordo com a companhia aérea, a medida foi adotada para atender ao desejo de seus clientes, que pediam mais conforto, e proporcionará uma nova experiência de voo.

Com a nova configuração, os modelos B737-800NG passam a ter 177 assentos. As fileiras 2 até a 7, do lado direito, e 3 a 7, do lado esquerdo, serão identificadas como “GOL+Conforto”. Além do assento do meio bloqueado, a distância entre as fileiras passa de 30 para 34 polegadas (86,3 centímetros) e o reclínio do encosto aumentará em 50%. Assentos GOL+Conforto serão oferecidos gratuitamente para os clientes Smiles Diamante e Elite Delta Air Lines, e poderão também ser adquiridos por outros clientes a partir de R$ 30, de acordo com a disponibilidade.



OUTROS ASSENTOS
Nas demais fileiras, a distância aumenta de 30 para 31 polegadas (78,7 centímetros). Com as mudanças, a companhia terá a maior oferta de assentos com selo A – padrão de classificação da Anac – na ponte aérea. As aeronaves com a nova configuração serão identificadas com o símbolo “GOL+” na fuselagem.

“Somos líderes na oferta de assentos na ponte aérea e, a partir de agora, nossos clientes terão à sua disposição o melhor produto do mercado: privacidade e mais conforto, aliados à linha mais moderna da Boeing (os aviões Sky Interior) na companhia aérea com a maior pontualidade do mercado doméstico em 2013”, afirma o diretor de Produtos da Gol, Paulo Miranda.

“Também oferecemos canais de autoatendimento diversos que, em Congonhas e no Santos Dumont, chegam a 80% de utilização para check-in. Isto demonstra o compromisso da companhia em promover a simplicidade, praticidade e conveniência para os clientes”, continuou Miranda.

SENSIBILIDADE
A decisão de ampliar a distância entre os assentos atende ao pleito apresentado no início da gestão de Paulo Sergio Kakinoff, como presidente da Gol, pelo presidente da Abracorp Edmar Bull.

“Esta é uma conquista alcançada não apenas pelo fato de as 32 agências de viagens associadas à Abracorp concentrarem 67% da força de venda de passagens para viagens de negócios no Brasil, incluindo viagens nacionais e internacionais. Deve-se à sensibilidade de Kakinoff, que traz para a aviação civil sua experiência profissional, de quem compreende que detalhes são fundamentais para quem busca atender necessidades e anseios dos clientes”, diz Bull.    

Fonte: Panrotas              

Após 73 anos, família quer retomar área do aeroporto de Guarulhos

Após 73 anos, a família Guinle decidiu ir à Justiça para pedir a devolução da área de 9,7 milhões de metros quadrados onde está localizado o aeroporto de Guarulhos, segundo informações publicadas pelo jornal Valor Econômico nesta quarta-feira.

 De acordo com a publicação, a família estipulou uma indenização para manter a continuidade de concessão da área. A ação ameaça a maior concessão de um aeroporto no País, já que Guarulhos foi adquirido por R$ 16,2 bilhões em fevereiro de 2012.





De acordo com o jornal, a União fez um levantamento para a realização de desapropriações em locais próximos ao aeroporto e concluiu que a indenização da área levaria ao pagamento de R$ 5 bilhões aos herdeiros – R$ 1 bilhão para cada um. Segundo o Valor, os cinco herdeiros da família Guinle decidiram entrar com a notificação na Justiça depois da realização do leilão do aeroporto à inciativa privada.

Eles alegam que a União feriu os termos de doação pública que a família fez ao conceder a área do aeroporto a empresas comerciais. A fazenda Cumbica foi doada em novembro de 1940. Após ser notificada, a União terá de decidir se pagará a indenização aos herdeiros, se quer rediscutir os valores ou se o entendimento do governo federal é o de que nada é devido aos Guinle.

Fonte: Terra

GRU Airport inaugura o novo pátio de permanência de aeronaves.


A GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos, inaugurou o novo pátio de permanência de aeronaves.

Por enquanto, o pátio tem sido usado pelos aviões da American Airlines e United Airlines, que geralmente são os que mais tempo ficam em solo brasileiro, chegando no início da manhã e partindo no final da noite.

Alguns aviões da TAM. em especial um A330 em manutenção, também tem ficado no novo pátio.

Agora é aguardar pela conclusão da taxiway A, que atualmente ainda tem sido utilizada como estacionamento de algumas aeronaves.

Vídeo com a movimentação de aeronaves no novo pátio do aeroporto de Guarulhos - São Paulo.

Vem aí, Canarinho Azul

A Azul Linhas Aéreas está preparando uma pintura especial para dois de seus aviões, o Embraer 195 - Matrícula PR-AUA e o Embraer 190 - matrícula PP-PJQ.

Abaixo, duas fotos divulgadas pelo Gianfranco Betting em seu Facebook, onde podemos ver detalhes de como ficaram os dois Embraer da Azul que receberão a nova pintura.



Créditos: Gianfranco Beting

Ainda de acordo com Gianfranco, as naceles dos motores serão brancas, com faixas verdes e amarelas.
Agora é esperar para vê-los voando por aí.

Turkish anuncia novos voos para a América Latina

A Turkish Airlines anunciou hoje (23) que a partir do próximo ano iniciará as operações em mais quatro destinos na América Latina. Serão duas novas rotas partindo de Istambul que ainda não possuem frequência e data de início definidas, embora a possibilidade maior é que os voos comecem a operar no segundo semestre de 2014.

Uma das rotas ligará Istambul a Havana, em Cuba, primeiro destino da companhia aérea no Caribe, seguindo para a Cidade do México, destino final. A outra rota ligará a Turquia a Caracas, na Venezuela e a Bogotá, na Colômbia. Atualmente, a Turkish Airlines possui uma frequência diária para São Paulo, com prolongamento até Buenos Aires. A capital argentina deve passar a receber voos diretos a partir de 2015.

“Com os novos destinos, a Turkish se torna uma das companhias europeias que atende mais países na América do Sul. Atualmente, a empresa já opera em mais de 100 países com 239 destinos e em 2014, com a entrega de novas aeronaves, ampliaremos ainda mais”, destacou a gerente de Vendas e Marketing da companhia, Rebecca Ann Meadows.

Para o diretor da Turkish no Brasil, Atagun Kutluyüksel, os novos destinos possibilitam um intercâmbio comercial maior entre os países. Segundo ele, a América Latina era uma das únicas regiões com quem a Turquia pouco se relacionava até seis anos atrás. “Os voos da Turkish para o Brasil estreitaram os laços e fizeram com que as relações comerciais entre Brasil e Turquia atingissem a marca de US$ 3 bilhões em 2012. Esperamos resultados semelhantes nos demais países da região”, acrescentou.

A expansão da companhia também possibilitou o aumento do turismo na Turquia, que recebeu 32 milhões de estrangeiros em 2013, a maioria da Rússia e da Alemanha (dez milhões). Desde que a aérea turca passou a voar para São Paulo, em 2007, o número de turistas brasileiros no país também cresceu, chegando a cerca de 100 mil turistas em 2012.

CONEXÃO PARA O JAPÃO

A partir do próximo mês, a Turkish passa a contar com um novo voo entre Istambul e Tóquio, no Japão. Este voo permitirá conexões mais rápidas entre o Brasil e o Aeroporto de Narita. Os voos partem de São Paulo diariamente às 3h05 e chegam a Istambul às 21h35, e saem da cidade turca às 0h50 para pousar em Tóquio às 22h30. Na volta, o voo decola de Tóquio às 22h30 e pousa a Istambul às 4h30, e a conexão para o Brasil parte às 9h30 e chega às 16h55.

Fonte: Panrotas

 Turkish pousando em Guarulhos - São Paulo



                  

TAME altera dia e horário dos voos para São Paulo

Os voos da Tame entre São Paulo e Quito, no Equador, terão novos horários a partir do próximo dia 27.

Segundo a companhia aérea equatoriana, as três frequências semanais serão operadas às terças, quintas-feiras e domingos, e não mais às terças, quintas e sábados.

O voo de Guarulhos para Quito (EQ 532) parte às 17h15 e chega na capital equatoriana às 20h30. O retorno parte de Quito às 7h40 (EQ 531) e chega a São Paulo às 16h25, sempre considerando horários locais.

Fonte: Panrotas

Excelente notícia para os spotters de plantão.

GRU Airport conclui as obras do novo pátio de permanência de aeronaves.

A GRU Airport concluiu as obras do novo pátio para a permanência de aeronaves. Este pátio será utilizado por aeronaves que passam o dia em Guarulhos, geralmente utilizadas em voos que chegam pela manhã e partem somente a noite.

Atualmente, as aeronaves ficam paradas na taxiway A, que depois de muitos anos fechada por conta de obras inacabadas, agora seguem com as obras a todo o vapor, e logo estará liberada para a circulação das aeronaves.


O novo pátio possui aproximadamente 400 metros de largura, por 90 de profundidade na parte oeste e 160 metros na parte leste, com 9 posições de parada.



Neste vídeo, podemos ver em detalhes o novo pátio:

Assim que as obras da taxiway A forem concluídas, o pátio será oficialmente inaugurado.

Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil

Nos últimos dois anos, 13 empresas aéreas estrangeiras procuraram a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e pediram autorização para operar no Brasil. Quatro já estão voando e nove ainda não começaram.

A ideia das empresas é aproveitar a movimentação de turistas que deve tomar conta do país durante a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016.
Além de companhias de aviação comercial, empresas de transporte de carga também querem atuar no país.


Para os brasileiros, a chegada de novas empresas não deve ter grande impacto no preço das passagens, dizem especialistas. A novidade, no entanto, pode acabar influenciando na qualidade dos serviços prestados por outras companhias aéreas no Brasil.

A Etihad Airways, dos Emirados Árabes, deu início às suas operações no país em junho. Os voos saem de Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes, com destino a São Paulo.

No começo de julho, a Ethiopian Airlines começou a oferecer voos ligando o Brasil a Adis Abeba, capital da Etiópia. Partindo de Adis Abeba, os voos passam por Lomé, capital do Togo, seguem para o Rio de Janeiro e chegam à cidade de São Paulo.

A espanhola Air Europa, que já voa partindo de Salvador, na Bahia, com destino à Europa, pretende começar, até o fim do ano, a voar saindo de São Paulo.
"O Brasil tem uma das economias que mais crescem no mundo", disse a empresa, em nota, ao anunciar o lançamento das novas rotas. "O comércio entre China, Índia, África e Brasil cresce muito rapidamente."

Por enquanto, a Ethiopan oferece apenas voos não regulares (sem datas ou horários fixos). É a mesma situação da chilena Sky Airline.

Outras empresas ainda aguardam a autorização da Anac. Entre elas, está a Asiana, eleita a quinta melhor companhia aéreas do mundo neste ano pelo "Oscar" da aviação, o Skytrax World Airline Awards. A empresa é da Coreia do Sul.

As africanas Air Algérie (Argélia), Royal Air Maroc (Marrocos) e Arik Air (Nigéria) também aguardam autorização. Na lista estão, ainda, as europeias AirBerlin (Alemanha) e Lot Polish Airlines (Polônia). A Aruba Airlines, que já operou voos não-regulares para o país, também tem planos de voltar.


As empresas de transporte de carga Amerijet, dos Estados Unidos, e Avient, do Zimbábue, já receberam autorização para funcionamento, mas ainda não operam regulamente no Brasil.

Nova referência em prestação de serviços


A chegada de novas empresas beneficia a economia brasileira porque ajuda a aumentar os negócios internacionais, eleva a arrecadação de impostos e pode ter impacto positivo na oferta de empregos, diz o especialista em aviação Respício Espírito Santo.

Para os brasileiros, as empresas estrangeiras também representam uma nova referência em prestação de serviços e facilidade de voar para países distantes por meio de rotas diretas.

No bolso, no entanto, o impacto deve ser mínimo, para não dizer inexistente. "Não temos linha direta com Marrocos, por exemplo. Se quisermos ir para Casablanca, temos de voar por outro país, como a Inglaterra. Ao oferecer uma ligação direta de São Paulo para o país, a empresa pode até cobrar mais caro por isso", diz Espírito Santo.

"As companhias estrangeiras perceberam que existe uma demanda a ser atendida no Brasil e querem aproveitar a onda de megaeventos que serão realizados no país. Mas, para o mercado interno, a chegada delas não muda muita coisa", diz Alessandro de Oliveira, coordenador do Núcleo de Estudos em Competição e Regulação do Transporte Aéreo (Nectar) do ITA.

Isso porque as empresas estrangeiras são proibidas de fazer os chamados voos de cabotagem, ou seja, não podem transportar passageiros exclusivamente entre cidades brasileiras. Por isso elas não vão representar concorrência para as empresas nacionais.

"O impacto é bem reduzido nesse caso. Ele só seria maior se fossem empresas que operam no sistema de baixo custo", afirma Oliveira, citando a americana Virgin e a irlandesa Ryan Air.

A Virgin já chegou a manifestar a intenção de vir para o país, mas ainda não solicitou oficialmente autorização para a Anac.

UOL Economia
http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/09/23/em-2-anos-13-aereas-estrangeiras-pedem-autorizacao-para-voar-no-brasil.htm

TAP, Ibéria, British e KLM em GRU

A portuguesa TAP, a espanhola IBÉRIA, a britânica British Airways e a holandesa KLM são algumas das tantas empresas europeias que voam direto para São Paulo.

Aqui, alguns pousos e decolagens de seus belíssimos aviões. 

Boeing 747-400 - G-CIVZ - Oneworld livery

KLM Asia PH-BVC- Boeing 777-306ER

Alitalia - Boeing 777-200 ( EI-DBK )

Iberia - A340-300 - EC-KOU

Justiça de São Paulo leiloa 17 aviões da VASP

O material decorrente do desmonte de 17 aviões que pertencem à massa falida da Vasp irá a leilão entre 20 e 30 de setembro, como parte do programa Espaço Livre Aeroportos, do Conselho Nacional de Justiça. São 16 Boeings e um Airbus A300, que juntos somam 448 toneladas de sucata.



 O leilão será realizado pela 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo, responsável pelo processo de falência da Vasp. Os recursos decorrentes da alienação do material das sucatas serão destinados ao pagamento de credores da massa falida da empresa aérea.

 Os 17 aviões a serem leiloados estão nos seguintes aeroportos: Cumbica-SP (4, sendo um deles o Airbus), Salvador (3), Brasília (3), Recife (2), Manaus (2), Viracopos-SP (1), Galeão-RJ (1) e Confins-MG (1). Todos foram vistoriados e classificados pela Agencia Nacional de Aviacao Civil (Anac) como não aeronavegáveis.

 Conforme o edital do leilão, os lances podem ser oferecidos por meio eletrônico a partir do dia 20. O preço mínimo de cada lote foi fixado entre R$ 15 mil e R$ 60 mil. O valor varia conforme o peso e corresponde a R$ 1 mil por tonelada.

 Os interessados concorrerão em igualdade de condições com os lances que forem ofertados no pregão físico de fechamento, a se realizar a partir das 14 horas do dia 30 de setembro, na Casa de Portugal (Avenida da Liberdade, 602, 3º andar, Liberdade, São Paulo).

Outros bens pertencentes à massa falida da Vasp, como cadeiras, mesas, quadro e armários, também irão a leilão.

Os lances eletrônicos poderão ser feitos a partir de 16 de setembro no site do mesmo leiloeiro, e o fechamento será em 26 de setembro.

 Depois do leilão das 17 aeronaves, ficará pendente de avaliação judicial apenas uma aeronave pertencente à massa falida da Vasp, que está no aeroporto de São Luís.

Nove aviões da Vasp que estavam no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, já foram desmontados e alienados judicialmente. Resta apenas a remoção de quatro deles pelo arrematante.

Detalhes sobre os leilões podem ser obtidos no site do leiloeiro na internet: www.freitasleiloesonline.com.br.
Comunicação Social TJSP CNJ (informações)/ imprensatj@tjsp.jus.br
A TV Gazeta realizou uma matéria sobre o novo Spotter Point, criado pela GRU Airport, no novo edifício garagem do aeroporto internacional de São Paulo - Guarulhos.

A reportagem foi exibida no Jornal da Gazeta, no dia 16 de setembro de 2013.

Abaixo a matéria na integra.


O Spotter Point fica localizado no sétimo andar do novo edifício garagem, e aberto ao público em geral.

Royal Air Maroc deverá voar para o Brasil



A Royal Air Maroc pretende iniciar seu voo para o Brasil no início de dezembro, com tres voos semanais, ligando a capital financeira Casablanca a São Paulo - GRU Airport.

Os voos partirão de Casablanca às segundas, quartas e sextas, e, de Guarulhos, às terças, quartas e sextas.


       Foto: BriYYZ - Commons.wikimedia

Buquebus pretende voar para São Paulo



A cia. aérea uruguaia BQB (Buquebus), pretende iniciar voos ligando a cidade de Montevidéu, no Uruguai ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

A empresa, que já possui um voo semanal entre a capital uruguaia e Porto Alegre, pretende iniciar o voo para São Paulo no final de outubro.
O voo deverá ser diário, operado de segunda a sábado, e oferecerá extensão a Santiago, capital do Chile.

A BQB pretende ainda iniciar um voo, aos domingos, ligando a capital uruguaia ao Rio de Janeiro.

A aeronave que deverá ser utilizada é o Airbus A320.




Cias. aéreas que operam em Guarulhos

Saiba quais são as cias aéreas que voam para o aeroporto internacional de São Paulo - André Franco Montoro - GRU Airport e em qual terminal elas operam.



POR ORDEM ALFABÉTICA

A
Aerolineas Argentinas -Terminal 1
Aeromexico -Terminal 1
Air Canadá -Terminal 3
Air China -Terminal 3
Air Europa - Terminal 2
Air France -Terminal 3
Alitália -Terminal 3
American Airlines -Terminal 3
Avianca -Terminal 2
Azul -Terminal 4
B
Boliviana -Terminal 2
BQB - Terminal 2 (operação suspensa)
British Airways -Terminal 3
C
Copa Airlines -Terminal 2
Cubana de Aviación -Terminal 2
D
Delta Airlines -Terminal 2
E
Emirates -Terminal 3
Etihad -Terminal 3
Ethiopian -Terminal 2
G
Gol -Terminal 1
I
Ibéria -Terminal 3
K
KLM -Terminal 3
Korean -Terminal 3
L
Lan Chile -Terminal 3
Lan Peru -Terminal 3
Lan Colombia -Terminal 3
Lan Argentina -Terminal 3
Lufthansa -Terminal 3
P
Passaredo -Terminal 4
R
Royal Air Maroc
Q
Qatar -Terminal 3
S
Singapore Airline - Terminal 3
South African -Terminal 3
Swiss -Terminal 3
Sky - Terminal 2
T
TAAG -Terminal 2
TAM -Terminal 3
Tame -Terminal 2
TAP -Terminal 3
Trip -Terminal 4
Turkish -Terminal 3
U
U.S. Airways -Terminal 2
United -Terminal 3


POR TERMINAL

Terminal 1
Aerolineas Argentinas
Aeromexico
Gol
TACA


Terminal 2
Air Europa
Avianca - Asa C
Boliviana
BQB (operação suspensa)
Copa Airlines
Cubana de Aviación
Delta Airlines
Ethiopian
Sky
TAAG
TAM (Doméstico)
TAME
U.S. Airways

Terminal 3
Air Canada
Air China
Air France
Alitália
American Airlines
British Airways
Emirates
Etihad
Ibéria
KLM
Korean
LAN
Lufthansa
Qatar
Singapore Airline
South African
Swiss
TAM (internacional)
TAP
Turkish
United

Terminal 4
Azul / Trip
Passaredo

Aeroporto de Guarulhos ganha seu Spotter Point

O dia 3 de setembro de 2013 entrou para a história do plane spotter brasileiro. A GRU Airport, concessionaria que administra o aeroporto internacional de Guarulhos - São Paulo, inaugurou o primeiro spotter point do Brasil. Uma área reservada aos praticantes do plane spotter e entusiastas da aviação.

Locais como este são comuns em aeroportos da Europa e Ásia. Um local onde apaixonados por aviões possam passar horas do dia fotografando pousos e decolagens, ou apenas admirando o sobe e desce das aeronaves.

Parabéns a aqueles que lutaram por esta conquista, em especial ao Luís Neves, do Aeroin, que tomou a frente e abriu as portas para a negociação com a GRU Airport, e a própria, pela confiança e respeito aos spotters de São Paulo.

Que seja apenas o começo e que muitos outros spotter points sejam criados, não só em Guarulhos como em todos os aeroportos do país.

(Foto: Divulgação/GRU Airport)

O Spotter point fica localizado no sétimo andar do novo edifício garagem, e o acesso é aberto ao público geral.

Movimento das europeias em GRU








Boeing 747-400 da British, decolando de Guarulhos 

Alitalia - Boeing 777 decolando de GRU Airport 

TAP - Airbus A340 decolando de São Paulo - GRU Airport 

KLM Asia PH-BVC- Boeing 777-306ER pousando em São Paulo - GRU Airport - SBGR 

Boeing 777 300ER - Air France - decolando de São Paulo - SBGR - para Paris CDG 

TAP A330-200 - CS-TOK - pousando em São Paulo - GRU Airport - SBGR 

British Airways - Boeing 747-400 - G-CIVZ - Oneworld livery 

Lufthansa - A340-300 decolando de Guarulhos - São Paulo - SBGR para Munique - EDDM 

Jumbo da British Airways pousando em Guarulhos - 747-400

Ibéria decolando de Guarulhos - GRU Airport - Airbus A340-600 

British Airways - Jumbo 747-400 decolando de São Paulo para Londres - Speedbird 246 

Um pouquinho do interior.


ATR42 da Trip (PR-TKF) - Aproximação e pouso em São José dos Campos - SJK 

ATR 72 da Azul - Pintura especial rosa, da campanha de prevenção ao Câncer de Mama, pousando em Marília - SP.


Seneca PP-BPM pousando no aeroporto de Monte Verde - Minas Gerais 



Decolagem no aeroporto de Monte Verde - Minas Gerais - Seneca PP-BPM 

Etihad - Voo inaugural

Chegada do Airbus A340-500 da Etihad no Brasil.

Etihad Airways, uma das melhores cias aéreas do mundo, iniciou, no dia primeiro de julho, seus voos para o Brasil, ligando São Paulo a Abu Dhabi. Os voos são diretos e inicialmente operados três vezes por semana, com aviões Airbus A340-500.
São Paulo foi escolhida pela gigante dos Emirados Árabes Unidos como seu primeiro destino na America do Sul.


No dia 20 de julho de 2013, excepcionalmente, a Etihad Aiways operou seu voo para São Paulo com o belíssimo Boeing 777-300.

Decolagem do F5EM

Linda decolagem do caça F5EM Northrop da FAB - Aeroporto de Guarulhos - São Paulo.

Rio de Janeiro - Aeroporto Santos Dumont

Num dos mais belos aeroportos do Brasil, suas aproximações, pousos e decolagens.

Embraer 195 - Azul Linhas Aéreas - em app para pouso na pista 02

Belíssima aproximação do ATR 42-500 - da TRIP

Airbus da Tam pousando na pista 02 de SDU.

App e pouso do Embraer 190 da TRIP

 Embraer 195 - Azul - decolando da pista 20L

Gol na final da 02R

A319 -Tam Vintage - PR-MBW - decolando na pista 02R

 Embraer 190 - TRIP - decolando  pela pista 02R




Aerosur e MTA Cargo

Um pouquinho do movimento que não vemos mais em Guarulhos. Aerosur e MTA Cargo, duas empresas que infelizmente deixaram de voar.

DC10-30 da MTA Cargo - Decolando de Guarulhos, em maio de 2009.


"Breguinha" da Aerosur, conhecido como Aerosurito, decolando da pista 09 esquerda. 
A imagem foi feita da torre de controle de Guarulhos.


Algumas imagens - MTA Cargo e Aerosur.

 




O dia em que o gigante Antonov 225 veio ao Brasil


14 de fevereiro de 2010, o dia que entrou para a história da aviação nacional.

Neste dia, um típico domingo ensolarado de verão, para a alegria dos entusiastas e apaixonados pela aviação, o aeroporto internacional de São Paulo, recebeu a visita do gigante ucraniano - Antonov An-225 Mriya, que pousou em nosso aeroporto trazendo turbinas para uma refinaria da Petrobras.

A rodovia Helio Smidt, que dá acesso ao aeroporto, ficou repleta de carros de curiosos, que vieram de todas as partes de São Paulo, para assistir a este momento tão especial.

Esta foi a primeira e única visita do Antonov 225 ao Brasil.



              Vídeo do momento em que o Antonov 225 se aproxima para pouso em Guarulhos