Viracopos tem operação especial para desembarque de peças de 70 toneladas

 Serão necessários dois Boeings 747 ‘open nose’ para transportar as duas cargas fabricadas no Reino Unido 


 O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), mais uma vez será o palco de uma operação especial de chegada de cargas de grandes proporções. Desta vez, será realizado o desembarque de duas peças que, juntas, pesam cerca de 70 toneladas e que precisarão de dois Boeings 747 para chegar ao Brasil vindas do Reino Unido. 

 

As peças, que antes seriam trazidas em navios por causa do peso e das dimensões, serão trazidas pela primeira vez pelo modal aéreo por causa da urgência da empresa importadora. A primeira peça chegou nesta madrugada de segunda-feira (16/08) e a outra, chega na próxima quarta-feira (18/08).  

 

Viracopos foi escolhido por ter a infraestrutura de equipamentos e de equipes especializadas neste tipo de operação. Além disso, o Terminal de Carga do aeroporto possui espaço adequado para este tipo de grande operação, já que será necessário o uso de um guindaste e até a entrada de carretas no pátio destinado às aeronaves. 



Crédito das fotos: Divulgação/Viracopos

 

Carga teve que atravessar 780 km rodoviários e cruzar o Eurotunel para chegar no aeroporto de embarque, em Luxemburgo. Depois de carregada, serão cerca de 10 horas de voo até Viracopos e pelo menos mais 20 horas de viagem até o interior de Minas Gerais.  

 

Para trazer o equipamento foi necessária a fabricação de uma embalagem especial para o encaixe das duas peças no interior das aeronaves. Uma equipe especializada trabalhou junto com a companhia aérea Cargolux para que a carga pudesse entrar sem qualquer problema pelo bico do avião. Foram necessários quatro dias para fabricar as duas embalagens. 

 

As peças são eixos trituradores que serão usados por uma indústria de mineração, que tem a empresa Axis como agente importador. As peças foram fabricadas sob encomenda na cidade de Derbyshire, localizada no norte da Inglaterra. 

 

As cargas serão trazidas pela empresa cargueira Cargolux por causa da aeronave 747 ‘open nose’, que possibilita a abertura da parte da frente do avião, na cabine, para a retirada das peças.  

 

Pelo menos 50 pessoas estarão envolvidas direta ou indiretamente nos dois desembarques, incluindo funcionários de companhias aéreas, de Viracopos, despachantes aduaneiros, agentes importadores, Receita Federal e Polícia Federal.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário