Dono da Azul vence privatização da TAP



O governo português escolheu o consorcio liderado por David Neeleman, juntamente com o grupo português Barraqueiro, para a aquisição da TAP.

Pela proposta de Neeleman, com a participação do português Humberto Pedrosa, assume-se o compromisso da compra de 53 novos aviões para a TAP, além do reforço das ligações dentro do Brasil, para alimentar seus voos internacionais, e mais voos ligando Lisboa a destinos dos Estados Unidos.

O acordo prevê ainda que o vencedor fique com 61% da empresa, e os trabalhadores com outros 5%, totalizando a fatia de 66% da TAP para a iniciativa privada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário