Azul e Operação Sorriso juntas pela mesma causa


A Azul Linhas Aéreas Brasileiras está abraçando mais uma grande causa: a companhia e a Operação Sorriso estão juntas para operar gratuitamente milhares de crianças portadoras de fissuras no lábio (lábio leporino) e palatais (fenda palatina).

A aérea irá transportar a equipe médica voluntária e todos os equipamentos e suprimentos necessários para que a ONG realize suas missões de atendimento no Brasil. A empresa irá ainda adesivar também dez aeronaves com o símbolo que representa a ação: o sorriso. A operação Sorriso chega hoje em Fortaleza e permanece até o dia 21 de setembro e a expectativa é que 80 crianças e adolescentes sejam operados.

“Para nós da Azul é uma honra poder contribuir com uma iniciativa tão nobre e significativa. O trabalho desenvolvido pela Operação Sorriso tem tudo a ver com a nossa companhia, que tem em seu DNA o objetivo de fazer a diferença na vida daqueles que voam conosco” diz Gianfranco Beting, diretor de Comunicação, Marca e Cultura da Azul.

“É graças a generosidade de empresas como a Azul Linhas Aéreas Brasileiras, que conseguiremos restituir mais e mais sorrisos. Para as crianças que nasceram privadas dessa verdadeira dádiva,  voltar a sorrir significa nunca mais ser excluída,  estar livre da vergonha de frequentar a escola e ganhar o direito de ter uma vida normal sem necessidade de se esconder. Com uma cirurgia que pode durar apenas 45 minutos,  transformamos vidas  e  abrimos a  possibilidade delas serem apenas crianças e terem um futuro á sua frente.”

Desde 2013, a Azul colabora com a instituição por meio de doação de passagens e transporte de cargas. Após acompanhar mais de perto o trabalho da ONG, a companhia decidiu  ir além e apoiar a causa tal como já faz com a prevenção do câncer de mama há mais de cinco anos. “Achamos extremamente importante apoiar iniciativas como essa, que mudam a vida de uma criança. Vamos divulgar e ajudar”, complementa Beting.

Neste ano, a Operação Sorriso já passou por Santarém/PA. Entre 9 e 13 de dezembro, a equipe estará em Porto Velho/RO. Para mais informações sobre o projeto, acesse o site http://www.operacaosorriso.org.br/.

Sobre a Azul
A Azul Linhas Aéreas Brasileiras é a terceira maior companhia aérea do país. A empresa detém uma frota de 141 aeronaves, mais de 10.000 funcionários, 850 voos diários, 100 destinos servidos e cerca de 30% do total de decolagens do país. A qualidade de seus serviços já foi atestada por inúmeros prêmios, nacionais e internacionais. Em 2014 foi eleita pela quarta vez consecutiva pela Skytrax World Airline Awards como “Melhor companhia aérea low-cost da América do Sul”. A Azul também recebeu em 2013 o prêmio de “Companhia Aérea mais Pontual da América do Sul”, concedido pela FlightStats. Neste mesmo ano, a companhia foi reconhecida como melhor companhia aérea low cost do mundo pela CAPA – Centre for Aviation. Saiba mais em www.voeazul.com.br.

Sobre a Operação Sorriso 
A cada três minutos nasce uma criança com deformidade facial no mundo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde existe uma criança com fissura para cada 650 nascidas e, todos os anos, mais de 5.800 novos casos endossam as estatísticas. A estimativa é que existam cerca de 280 mil pessoas com fissura labiopalatal em todo o Brasil. Entretanto, não se sabe necessariamente quantas já receberam o tratamento. Presente no país desde 1997, a Operação Sorriso — maior organização médica voluntária do mundo que reúne profissionais de 80 países para ajudar exclusivamente pessoas portadoras de deformidades faciais — já transformou a vida de mais de 200 mil pessoas. No Brasil, as ações tiveram início em 1997 e já foram realizados mais de 83 mil exames e avaliações especializadas. Ao todo, nove mil pessoas foram atendidas em onze estados brasileiros.


“Esses atendimentos refletem milhares de histórias de superação, dedicação e amor ao próximo”, diz Ana Sívia Stabel, lembrando que, só em 2013, a organização realizou três programas humanitários onde efetuou quatro mil avaliações médicas e ultrapassou o número de 200 cirurgias. Tudo gratuitamente, devolvendo a dignidade, funcionalidade e autoestima para milhares de pacientes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário