Aeroporto de Brasília fecha 2020 como o 2º mais movimentado do país

 Terminal brasiliense tem ligação direta atualmente 39 cidades brasileiras.

A pandemia mudou todo o setor aéreo mundial, tanto na adequação da estrutura física quanto na movimentação de passageiros e aeronaves. O Aeroporto de Brasília, mesmo fechando o ano de 2020 com movimentação semelhante há de 15 anos, com 8 milhões de passageiros e 80 mil pousos e decolagens, sobe no ranking, tornando-se o 2º mais movimentado do país. Este número representa um fluxo de aeronaves 55% inferior a 2019 e um movimento de pessoas 46% menor que 2019. O terminal brasiliense já tinha ocupado esta posição no ano de 2015/2016, mas o aeroporto de Congonhas (SP) assumiu a colocação nos últimos anos. O Aeroporto de Guarulhos continua sendo o mais movimentado do Brasil.

O Aeroporto de Brasília se consolidou, mesmo no meio da pandemia, como o maior centro de conexão de voos do país. Atualmente o aeroporto atende 39 cidades brasileiras e dois destinos no exterior. É o único terminal aéreo com ligação para todas as capitais do Brasil, possibilitando além do acesso aos principais centros urbanos, uma conexão com o interior.

“Com as restrições para viajar ao exterior, as viagens domésticas cresceram e o Aeroporto de Brasília, por ter capilaridade de voos e capacidade de conexão eficiente, foi a responsável pelo crescimento no ranking durante a pandemia”, conta Roberto Luiz, head de negócios aéreos da Inframerica.

O executivo ainda lembra que a concessionária adotou diversas medidas para que os passageiros que utilizarem o Aeroporto de Brasília viagem com tranquilidade. Por conta destas ações, o terminal foi reconhecido internacionalmente por todo o seu esforço sanitário no combate à covid-19. O Conselho Internacional de Aeroportos (Airports Council International - ACI) credenciou o aeroporto brasiliense com a Airport Health Accreditation (AHA), certificação de boas práticas em medidas sanitárias.

 

Medidas Sanitárias


Ao chegar no aeroporto, o passageiro se depara com dispensers de álcool gel por todo o terminal. São mais de 100 pontos para higienização das mãos presentes em todo o trajeto até o portão de embarque. O chão das filas de check-in, raio-x e portões de embarque estão adesivados com demarcações de distanciamento. Além disso, os balcões possuem barreiras de acrílico instalados para proteger passageiros e funcionários. 

Tanto no embarque quanto no desembarque, uma câmera termográfica mede a temperatura dos passageiros. Um bombeiro civil de aeródromo permanece no local orientando eventuais usuários que estejam com a temperatura elevada. As câmeras também alertam para o uso de máscara, obrigatório em todo o terminal aéreo.  A limpeza do terminal foi reforçada. Na entrada dos banheiros uma placa informa o horário da última higienização que acontece a cada uma hora e meia. A equipe da Globalização, responsável pela limpeza do aeroporto, também reforçou a reposição de sabonetes, limpeza de corrimãos e há equipes dedicadas somente para a higienização dos ônibus de passageiros. Antes e depois de cada viagem os veículos são totalmente desinfetados. 

Mesas, cadeiras e longarinas foram isoladas para garantir o distanciamento social. A concessionária vem tomando diversas medidas para que o passageiro possa viajar tranquilo. Investiu em tecnologia, em limpeza e modificou toda a sinalização do terminal, porém é importante que o passageiro também faça a sua parte. A Inframerica reforça o pedido para que todos colaborem com as novas regras, utilizem a máscara de forma correta, cobrindo nariz e a boca e evitem formar filas. Todas as regras são informadas por avisos sonoros e em monitores espalhados pela sala de embarque.

 

Confira a lista de cidades atendidas pelo Aeroporto de Brasília:

 

Sul:

Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis.

Sudeste:

São Paulo (Congonhas), Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), Belo Horizonte, Vitória, São José do Rio Preto, Uberlândia e Ribeirão Preto.

Nordeste:

Fortaleza, Salvador, Recife, São Luiz, Teresina, Barreiras, João Pessoa, Maceió, Aracajú, Imperatriz, Natal.

Centro Oeste:

Cuiabá, Goiânia e Campo Grande.

Norte:

Manaus, Santarém, Belém, Rio Branco, Macapá, Marabá, Porto Velho, Boa Vista, Palmas, Araguaína, Carajás e Cruzeiro do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário