Aviação doméstica completa um ano de retomada


Em março de 2017 o transporte aéreo doméstico viu chegar ao fim um ciclo de 19 meses de retração da demanda. Uma das primeiras atividades a reagir em meio ao cenário de crise naquele ponto, a aviação nacional tem se mantido competitiva em busca do melhor momento alcançado. Os resultados mais recentes recompensam: o período de crescimento ininterrupto da indústria já soma 12 meses. Agora em fevereiro, especificamente, a demanda1 registrou alta de 5,71% em comparação com o mesmo mês de 2017. Em igual perspectiva, a oferta2 teve expansão de 4,22%. O aumento da procura por transporte em nível superior ao da ampliação da disponibilidade proporcionou incremento de 1,13 ponto percentual do fator de aproveitamento3, que chegou a 80,36% de ocupação dos voos. No total, foram 6,9 milhões de viagens aéreas realizadas dentro do país em fevereiro, crescimento de 5,04% em base anual.

Há, ainda, outros aspectos relevantes: o nível da demanda doméstica no mês, na casa dos 7,1 bilhões de RPK, é o segundo melhor para qualquer fevereiro na série de acompanhamento. Figura em patamar bastante próximo do recorde anterior, registrado em fevereiro/2015. Também o fator de aproveitamento, medida da eficiência da indústria, foi o segundo melhor para fevereiro, inferior apenas ao obtido em 2014.

Os números da ABEAR são a consolidação das estatísticas das empresas AVIANCA, AZUL, GOL e LATAM e contemplam mais de 99% do mercado doméstico.

Participação do mercado doméstico em fevereiro de 2018:

GOL: 35,39%
LATAM: 32,32%
AZUL: 18,15%
AVIANCA: 14,14%


Acumulado no ano 


Nos dois primeiros meses do ano, a demanda por transporte aéreo doméstico tem crescimento de 4,08% em comparação com o mesmo período de 2017. A oferta registra expansão um pouco menor, de 3,22%. O fator de aproveitamento tem melhoria de 0,69 ponto percentual, para 82,78% de ocupação. O total de passageiros transportados chega a 15,6 milhões, com alta de 3,51%.

Participação do mercado doméstico no acumulado de 2018:

GOL: 37,30%
LATAM: 31,18%
AZUL: 18,16%
AVIANCA: 13,37%



MERCADO INTERNACIONAL 


As estatísticas das associadas ABEAR abrangem atualmente cerca de 30% das operações aéreas internacionais envolvendo o Brasil. A parcela restante é detida por empresas de bandeira estrangeira.

Este segmento tem apresentado resultados vigorosos, traduzidos em níveis recordes para os principais indicadores a cada mês. Novamente em fevereiro os números de oferta, de demanda e de volume passageiros são os maiores para o mês em toda a série histórica. A quantidade de passageiros transportados é, em particular, a terceira maior para qualquer mês na série de dados, abaixo apenas de janeiro/18 e julho/17.

Em relação a fevereiro de 2017, a demanda por transporte aéreo internacional em companhias brasileiras registrou crescimento de 18,61%, enquanto a oferta se eleva em 22,08%. Como a expansão da oferta foi mais forte do que o crescimento da procura, o fator de aproveitamento registrou queda de 2,41 pontos percentuais, baixando a 82,48% de ocupação. O volume de passageiros transportados somou 789 mil no mês, total 19,74% superior ao apurado no mesmo mês do ano passado.

A demanda e a quantidade de passageiros transportados estão em alta continuada há 17 meses, enquanto a oferta vê expansão há 16 meses seguidos.

Participação do mercado internacional em fevereiro de 2018 (entre as empresas brasileiras):

LATAM – 68,09%
AZUL – 13,70%
GOL – 12,41%
AVIANCA – 5,80%


Acumulado no ano 


Em comparação com o primeiro bimestre de 2017, no acumulado até aqui em 2018 o transporte aéreo internacional apura crescimento de demanda de 16,19%, para uma oferta em ampliação de 18,99%. Esse comportamento leva a uma piora de 2,03 pontos percentuais do fator de aproveitamento, situado em 84,16%. Pouco mais de 1,7 milhão de passageiros já foram transportados nos voos entre o Brasil e o exterior por companhias aéreas brasileiras nesse ano, quantidade 18,26% superior ao que se registrava neste mesmo ponto em 2017.

Participação do mercado internacional no acumulado de 2018:

LATAM – 67,34%
AZUL – 14,37%
GOL – 12,53%
AVIANCA – 5,76%




Cargas

As estatísticas de carga incluem as operações das associadas AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM e LATAM CARGO.

Neste mês de fevereiro as empresas movimentaram 26,1 mil toneladas de carga no mercado doméstico (alta de 2,38% em relação ao mesmo mês do ano anterior) e 23,9 mil toneladas no mercado internacional (alta de 47,54%). No acumulado em dois meses, são 52,2 mil toneladas de carga transportadas dento do país (crescimento de 8,25% ante igual período de 2017) e 45,5 mil toneladas transportadas nas rotas internacionais (crescimento de 41,40%).

Nenhum comentário:

Postar um comentário