American Airlines realiza plantio de 600 mudas nativas em São Paulo

Projeto em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica foi reconhecido pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo


A American Airlines plantou 600 mudas nativas em uma área de 2.400 m² no Sítio Pontal, localizado no município de Piracaia (SP). A iniciativa é parte do compromisso ambiental da empresa pela construção de seu novo hangar no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos (GRU). O plantio foi realizado por meio do programa Florestas do Futuro – TCRA (Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental), escolhido pela empresa para atender ao compromisso de compensação ambiental.

O programa Florestas do Futuro - TCRA, coordenado pela Fundação SOS Mata Atlântica, teve seu projeto aprovado no âmbito do Programa Nascentes, lançado pelo Governo do Estado de São Paulo e que tem por objetivo a conservação de recursos hídricos à proteção da biodiversidade. Além disso, conta com o envolvimento de 12 secretarias de Estado para o direcionamento de investimentos públicos e privados para o cumprimento de obrigações legais, compensação de emissões de carbono ou redução da pegada hídrica.

“A responsabilidade social e compromisso com as comunidades onde atuamos é um dos principais valores da American, por isso para nós o Programa Nascentes é de extrema importância. Além do ganho operacional que beneficiará muito nossos funcionários e clientes, o projeto do nosso hangar em GRU, o primeiro fora dos Estados Unidos, reforça o nosso compromisso com o País”, afirma Dilson Verçosa Jr., diretor regional de vendas da American Airlines para o Brasil.

O hangar da American Airlines terá atividades voltadas à manutenção de linha de aeronaves da própria companhia aérea. Com previsão de investimento em torno de US$ 100 milhões (cerca de R$ 320 milhões) entre a construção do empreendimento e infraestrutura em equipamentos para o local, o hangar deve entrar em operação no segundo semestre deste ano.



Suzana Yeh, gerente geral da AA em GRU, recebeu a certificação em
cerimônia no Palácio dos Bandeirantes
A American Airlines obteve o licenciamento ambiental de instalação junto à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). Para a construção do hangar, foi necessária a remoção de 48 mudas nativas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário