MODERN Logistics assume armazenagem e transporte de produtos da Ekocell para todo Estado de São Paulo

A Ekocell é o novo cliente da MODERN Logistics no segmento farma. A empresa, que tem sua sede em São Paulo, é uma distribuidora de materiais médico-hospitalares, em especial curativos e sondas para hospitais, clínicas, serviços de home care e consumidores finais. A MODERN, o único operador a contar com frota própria de aeronaves, já está cuidando de toda a armazenagem dos produtos e também das operações de transporte para distribuição no Estado de São Paulo. O objetivo da MODERN Logistics é, em breve, ampliar o contrato e passar a atender a distribuição rodoviária em toda a região Sudeste.





Rogério Araújo, sócio-diretor da empresa Ekocell, avalia que a decisão de contar com a MODERN como parceiro logístico é mais um passo importante para consolidação da proposta de valor da empresa aos seus clientes e demais stakeholders. Para ele, o modelo de logística integrada da MODERN vai ao encontro dos objetivos da Ekocell de utilizar - e ao mesmo tempo prover - soluções inovadoras, seguras e viáveis à distribuição de materiais médico-hospitalares.

As operações da Ekocell são um bom exemplo de como a proposta de solução integrada de serviços da MODERN pode aumentar a eficiência das operações logísticas, disse Hudson Reis, diretor comercial da MODERN, ao permitir que sejam agregados serviços mais sofisticados à solução tradicional de armazenagem, inclusive de transporte aéreo quando necessário. Oferecendo serviços de qualidade diferenciada, com disponibilidade de informações eletrônicas sobre seus produtos, a MODERN atenderá em todo fluxo logístico, com capacidade técnica e de forma customizada.

Idealizada há 5 anos, a MODERN Logistics começou a operar há dois, primeiro na área de armazenagem e transporte rodoviário. Desde junho passado, com a assinatura do contrato de concessionária de serviços públicos de transporte aéreo regular com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), a empresa começou a oferecer voos com sua própria aeronave completando o pool de serviços logísticos que a companhia oferece para seus clientes.

A empresa é resultado de um investimento de US$ 75 milhões e tem como meta chegar a 2020 com 15 aeronaves e Centros de Distribuição próximos aos aeroportos. Até o fim deste ano serão 5 CDs, dois Boeing 737-400F e a empresa também vai voar com modelos 72F, para conectar as cidades de menor porte aos maiores centros e assim atender a demanda dos clientes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário